Novo Mapa da Inclusão Digital FGV

Fonte da Foto: Rikodrongo
Foi divulgado neste mês de abril o novo Mapa da Inclusão Digital da FGV. A pesquisa apresenta alguns elementos diferentes da primeira divugado em 2007, como as variaveis “panorâmas das razões de exclusão” e “possibilidades de banda larga”.
Chamou a minha atenção o gráfico que representa o motivo da não utilização da internet, mostrando um aumento daqueles que não sabem utilizar em contraponto àqueles que não usam porque não têm acesso ao computador. Clique aqui e acesse o Mapa.

About these ads

4 thoughts on “Novo Mapa da Inclusão Digital FGV

  1. é isso Profa. Jussara, você está tocando em um ponto super importente com essa questão das competências em informação e comunicação. Nesta perspectiva, é importante a presença da mediação humana, para evitar o aprofundamento da divisão nos lugares onde a exclusão parou de crescer. Percebe-se no atual mapa, que a questão do acesso tende a estabilizar. O importante agora é mostrar para os sujeitos (professores, alunos, consulentes de informação, etc.), as possibilidades de compartilhamento e liberdade que a internet pode proporcionar. Deixar de ator para ser autores do processo. Abraço e obrigada pela possibilidade de debate.

  2. Pingback: Novo Mapa da Inclusão Digital FGV « Curricula, Gestão do Conhecimento e Pesquisa

  3. Bárbara, desculpe se meu comentário aparecer em duplicidade… Mas é isso: acho que o conceito da inclusão digital evoluiu do acesso à máquina/rede para o acesso cognitivo à informação; e agora estamos numa outra rodada de evolução: do acesso à informação à capacidade de criar nova informação, trabalhar colaborativamente, estabelecer e manter relações a partir da Internet etc. Em suma, mais que competências em informação, estão aí competências em comunicação. E as pessoas que têm limitações nessas competências dizem que não percebem a necessidade de usar a Internet (provavelmente são as mesmas que ficam horas na fila do banco) ou dizem abertamente que não usam porque não sabem.

  4. Muito interessante seu comentário. Vai na mesma linha daquilo que entendo como a evolução da inclusão digital, ou seja, se na década passada a inclusão digital superou a ideia do acesso à máquina para o acesso cognitivo à informação, agora está evidente a importância do direcionamento das pesquisas/ações para o desenvolvimento de competências. Eu, particularmente, advogo que há dois grupos principais: as competências em informação (já bastante discutidas) e as competências em comunicação (capacidade de estabeler e manter relacionamentos on line, trabalhar colaborativamente etc.)

Responderei seu comentario, obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s