Disciplinas

Esta página é reservada para discussão dos alunos das disciplinas ministradas:

descrição

descriçãoElementos Acadêmicos e Profissionais em C&T. Curso: Graduação em Ciência e Tecnologia. Instituição: IHAC UFBA. Período: 2010.1.

descrição Temas Especiais em Tecnologia. Curso: Graduação em Ciência e Tecnologia. Instituição: IHAC UFBA. Período: 2010.1.

Desenvolvimento de Talentos com Abordagem Cognitiva. Curso: Pós-Graduação Gestão de Pessoas. Instituição: FCS. Período: 2010.

descrição Oficina Estratégia de busca Eletrônica. Curso: Doutorado Administração. Instituição: DINTER UDESC. Período: 2010.

descrição Políticas de Trasnferência da Informação (PTI). Curso: Pós-Graduação em Engenharia/ Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial. Local: ICI – UFBA. Período: 2009.

descrição A Busca de Conhecimento Científico. Curso: Pós-Grad. Gestão da Assist. Farmacêutica. Local: Fac. Fármacia – UFBA. Período: 2009.

descrição Fundamentos da Educação Inclusiva. Curso: Pós-Graduação em Educação Inclusiva. Local: Faculdade Afonso Cláudio. Semestre: 2012.2 (29/09/2012).
Material:

  • Leitura dos artigos: De Vygotsky a Morin: entre dois fundamentos da educação inclusivapara debate em classe.

    descrição Educação e Tecnologias de Informação e Comunicação. Curso: Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior. Local: Faculdade da Cidade do Salvador. Semestre: 2012.2 (Julho-Ago./XX).
    Material:

        ***************SEMINÁRIO EM 08/08/20XX)***************

      descrição Psicologia da Educação. Curso: Pós-Graduação em Educação Inclusiva. Local: Faculdade Afonso Claudio-FAAC. Semestre: 2012.2 (XX/XX/XX).
      Material:

      descrição Psicologia do Desenvolvimento. Curso: Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior. Local: Faculdade Afonso Cláudio. Semestre: 2013 Curso de Férias (14/01/1013).
      Material:

      • Clique no link a seguir: A Escola de Vigotski e a educação escolar (Artigo para Leitura – Leitura para discussão – Imprimir se julgar necessário).
      • Assista o vídeo a seguir “Introdução a psicologia do desenvolvimento” (para discussão em classe):

        descrição Gestão de Tecnologias da Informação. Curso: Pós-Graduação em Gestão Empresarial. Local: Faculdade da Cidade do Salvador. Semestre: 2012.1 (Turma mai/12).
        Material:

        • Clique no link a seguir: Games da VolkswagenA Organização atua em duas frentes: A dos games interativos de relacionamento com o consumidor e a dos jogos com conteúdo de treinamento para funcionários da sua rede de concessionárias. A marca investe em games desde 2004, iniciando com o Super Trunfo online, desenvolvido para a plataforma Messenger, na América Latina.
          • Clique no link a seguir: a Web está morta? In: Observatório da Imprensa (Artigo para Leitura – Imprimir se julgar necessário).
            • Assista o vídeo a seguir “Capacitação Tecnológica de Pequenas Empresa” (para discussão em classe):

            descrição Sociologia da Educação. Curso: Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior. Local: Faculdade Afonso Cláudio. Semestre: 2011.2
            Material:

            descrição Educação Transcultural. Curso Especialização em Tecnologias e Gestão ambiental. Local:  Faculdade Afonso Cláudio. Semestre: 2011.2.
            Material:

            descrição Didática. Curso: Pós-Graduação em Gestão Integrada. Local: FAAC. Semestre: 2011.2

            descrição Fundamentos da EJA. Curso: Pós-Graduação em EJA. Local: FAAC. Semestre: 2012.1 (XX/XX/XX).
            Material:

            descrição Fundamentos da Comunicação e Expressão Humana. Curso: Pós Graduação em Artes na Educação. Local: FAAC. Semestre: 2012.1 (XX/XX/XX).

            descrição Novas Tecnologias na EJA. Curso: Pós-Graduação em Educação de Jovens e Adultos. Local: FAAC. Semestre: Curso de Verão 2013.2. em: (20/07/13)
            Material:

            descrição Comunicação e Educação. Curso: Pós-Graduação em Educação em Direitos Humanos. Local: FAAC. Semestre: Curso de Férias 2012.1.
            Material:

            descrição Gestão Educacional. Curso: Pós-Graduação em Gestão Educacional Integrada. Local: FAAC. Semestre: 2012.1. (XX/XX/XXXX).
            Material:

            • Clique no link a seguir: Dos primeiros escritos sobre administração escolar no Brasil (Artigo para Leitura – Imprimir se julgar necessário).
            • Assista o vídeo a seguir “Função da Escola por Libâneo”:descrição Filosofia e os Temas Transversais. Curso: Pós-Graduação em Metodologia do Ensino de Filosofia e Sociologia. Local: FAAC. Semestre: 2012.1. (XX/XX/XX).

124 pensamentos sobre “Disciplinas

  1. Boa noite!
    Prof.ª Barbara, sou Margarida Castro, aluna da Pós Graduação da CESAP do Curso de Psicopedagogia Institucional.
    Solicito a aula de REP em Slides, e o envio do material da aula do dia 26/06/2014 (Metodologia da Pesquisa Científica).
    Sua aula foi suma importância desde de já obrigada.

    Curtir

  2. Barbara, por favor envie o material da disciplina Fundamentos de Psicopedagogia Institucional e o áudio sobre a regulamentação! Agradeço desde já!

    Curtir

  3. Boa noite Professora Barbara Coelho! Teria como enviar os slides da disciplina Gestão Educacional, aula sábado 14/9/13. Curso Gestão Educacional Integrada.

    Curtir

  4. Professora Bárbara, os textos para os estudantes de Psicopedagogia são Fundamentos da Educação Inclusiva. Curso: Pós-Graduação em Educação Inclusiva. Local: Faculdade Afonso Cláudio. Semestre: 2012.2 (29/09/2012).
    Material:
    •Leitura dos artigos: De Vygotsky a Morin: entre dois fundamentos da educação inclusivapara debate em classe. ◦Educação especial e educação inclusiva: desafios para apoio de atividade em classe.
    ◦Assista o vídeo a seguir: “Educação Inclusiva: caso” (para discussão em classe): ??????
    Preciso desta informação para imprimir, se preciso for, e ler o material correto.
    Aguardo resposta.

    Curtir

  5. Professora Bárbara, sou da turma de psicopedagogia 2013. A senhora indicou este site para a leitura do material, mas entre tantas disciplinas eu não encontrei a que é destinada aos estudantes de FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA. Por favor me oriente.
    Obrigada.
    Ivonete

    Curtir

  6. Olá Barbara, fui ou sou sua aluna de Psicopedagogia da FAAC da turma de outubro/2012. Como não havia conseguido antes estou tentando mais uma vez: gostaria de receber os slides das aulas de dezembro/2012 de Distúrbios de Aprendizagem; das aulas de abril e maio(não tenho certeza das datas) sobre Prática de jogos e recreação e Práticas Psicopedagógicas na Educação. Se possível, por favor, ainda envie da aula de reposição no curso de férias, em janeiro, de Psicopedagogia Clínica. Desculpe tantos pedidos de uma só vez, mas já havia conversado com você sobre a dificuldade de acesso. Desde já agradeço, Samantha

    Curtir

  7. Olá Barbara, conversei com voc~e hoje na FAAC e pedir para você enviar para o meu e-mail os sleides das aulas de Fundamentos de educação inclusiva e Psicologia da educação. Obrigada, abraços. Bom fim de semana.

    Curtir

  8. Olá Barbara, aqui é Elton Prata, fui seu aluno de Práticas deJogos na FAAC do último Sábado ( 04/08) ,no Curso de Psicopedagogia, estou entrando em contato para você indicar mais livros sobre Jogos Operátorios e Educativos. Antecipadamente agradeço ( meu email é elton-prata@ig.com.br)

    Curtir

  9. olá Professora Barbara!

    Por gentileza, verifique quais destes temas seria mais interessante para trabalharmos o objeto de aprendizagem

    1- Metrolologia voltada para educação pintorizado=> Esta pode ser voltada as TIC’s associadas a didáticas ou processos de ensinagem.

    2 Aproximação da Acadêmia as práticas dos movimentos sociais

    Essas são minhas sugestões, não sei se serão acatadas pelo grupo. Mas já penso em escrever sobre o assunto futuramente, gostaria de ter sua sugestão.

    Curtir

  10. Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?
    Compreendendo o paradigma como uma norma, padrão utilizado por um tempo, uma sociedade, uma conjuntura. Com o principio hacker, o paradigma dominante era inicialmente a lei do compartilhamento, mas, tal “lei” não é acordada unanimemente com o compartilhamento livre sem custos. No novo paradigma encontramos de um lado o principio tácito, que nos induz a acreditar que, o que se paga sempre é bem melhor do que o que se pode obter sem custos financeiros.
    Se ocupando a éticada reflexão a respeito das noções e princípios que fundamentam a vida moral (ARANHA 1915; CHAUI,2005).A ética hackerentão, a meu ver, vem justamente, trazer e garantir a contribuição de maior socialização dos espaços virtuais,software livre, entre outros. Sua contribuição efetiva para a educação se dá, a partir do momentoem que os programas, bases de dados, jogos interativos e os diversos recursos tecnológicos podem ser disponibilizados na rede e/ou até vendidos, a ponto de propiciar o desenvolvimento de aprendizagem nas casas, escolas diversas e numerosos centros de integração e reabilitação por todo o mundo juntamente com a garantia de que, esse aparelhos e dispositivos não serão danificados fraudulosamente por serem obtidos de umsoftware livre, e diante de um dano, como no caso dos vírus, logo alguém contribuirá com uma vacina para saná-lo.

    Curtir

  11. Olá Barbara ! Por gentileza, encaminhe o material das ultimas aulas da Disciplina -Educação e Tecnologia da Informação e Comunicação.

    Docência do Ensino Superior- Turma -312
    Faculdade da cidade

    Curtir

  12. Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?
    Os paradigmas podem auxiliar na inovação de tecnologias sustentáveis e reutilizáveis, influenciando criticamente nos paradigimas educacionais influenciando na formação de individuos mais criticos e conscientes dos seus usos e consumos, visto que a produção tecnológica é responsável por grande parte das poluições e desmatamentos do globo terrestre. A ética hacker também contribui para a democratização do espaço virtual popularizando conteúdos, explorados e privados por corporações capitalistas.
    A educação contemporanea esta em fase de adaptação aos novos costumes da epoca e a tecnologia é uma linguagem que integra a forma moderna de educar, ontem a escrita foi recebida como tecnologia para a epoca de quando usavasse da oralidade. Hoje no seculo XXI muitos dos fazeres humanos estão sempre atrelados as maquinas tecnologicas dai então a necessidade de se usar de forma correta as tecnologias vinculadas a didatica e metodologias de educação, de forma a contribuir para uma melhor educação e não substituir a forma de educar.

    Curtir

  13. Ética é fundamental em todas as relações humanas! Atualmente percebemos que os hacker têm favorecido o melhoramento das tecnologias como no caso do linux que mantem o seu código fonte aberto para que demais usuários possam contribuir para a atualização e aperfeiçoamento.As tecnologias da comunicação é um patrimônio da humanidade e precisa ser visto como domínio publico, e não como algo particular que gera lucros e rendimentos a pequenos grupos empresariais.

    Curtir

  14. Faculdade da Cidade
    Educação e Tecnologias de Informação e Comunicação
    Paulo Henrique de Andrade Oliveira

    É evidente a necessidade de mudanças na educação, seja devido ao novo ambiente em que a mesma se encontra, assim como, as pessoas que participam do seu processo. A interação entre sujeitos e tecnologias, assim como, a colaboração de informações, ou seja, o compartilhamento, estão cada vez mais presentes na nova forma de se comunicar. A introdução da tecnologia na educação esta pautada em grande parte nesses princípios, que fazem parte da chamada Ética Hacker. Muito pode se extrair e ser aproveitado dessa nova metodologia para ser aplicado na educação.

    Curtir

  15. Conforme afirmação de Nelson Pretto, Ética Hacker é em essência uma ética que trabalha a partir dos princípios da colaboração, da horizontalidade e da descentralização . A educação contemporânea é norteada pela visão globalizada do currículo , rompendo com o modelo em que o aluno não era visto como sujeito atuante e autônomo na construção de sua educação, para a educação que tem como base diferentes formas de processar o conhecimento em parceria entre alunos e professores envolvidos. Desta forma a ética hacker com sua visão colaborativa possibilita para a população, principalmente aos menos privilegiados, contato com o universo digital e seus elementos. Quando o acesso ao mundo digital é proporcionado com o intuito de auxiliar na construção do conhecimento, o aluno sai do papel de coadjuvante para protagonista, de sujeito receptor de informação para sujeito produtor de culturas e conhecimentos. Deste modo encontra-se similaridades entre os ideais Freirianos encontrados nos livros: Pedagogia do Oprimido e Pedagogia da Autonomia; com os 7 princípios da Ètica Hacker encontrados na publicação Hackers: Heroes of the Computer Revolution, em 1984, pelo jornalista Steven Levy. São estes:

    1. O acesso a computadores – e a qualquer coisa que possa ensinar algo sobre o funcionamento do mundo – deve ser irrestrito e total.
    2. Sempre se submeta ao Imperativo da Mão na Massa!
    3. Toda informação deve ser grátis.
    4. Não confie nas autoridades – promova a descentralização.
    5. Os hackers devem ser julgados por suas ações, não por critérios artificiais como diplomas, idade, raça ou posição.
    6. É possível criar arte e beleza em um computador.
    7. Os computadores podem mudar sua vida para melhor.

    Ao facilitar o acesso a informação, criando software livres com interfaces amigáveis , os hackers contribuem para uma democratização e socialização tecnológica ; que deveria levar aos profissionais da educação e de outras áreas a refletir sobre o que realmente estão fazendo para a construir uma sociedade mais justa?

    Faculdade da Cidade
    Pós Graduação- Docência do ensino Superior
    20012-8ª turma

    Curtir

  16. Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?
    Atualmente não podemos ignorar o avanço tecnológico que nos ronda diariamente, e que vem sendo de grande importância para o crescimento econômico e social da população, sendo responsável também por grandes transformações que ultrapassa ter somente um computador com conexão à internet. E a ética hacker que tem como seus pilares a colaboração, horizontalidade e a descentralização, vem nos ajudando na evolução do livre acesso a informações, pois o software livre e o código aberto permitem acessar o código -fonte, permitindo que esse seja melhorado ou reutilizado em outros projetos. Com isso as tecnologias da informação e da comunicação devem ser utilizadas de forma responsável no sentido de se obter resultados satisfatórios, pois os avanços tecnológicos estão ai para serem utilizadas de forma consciente pelos indivíduos garantindo uma maior eficacia na globalização mundial.

    Curtir

  17. Sob o ponto de vista de que estamos vivendo na “Era Tecnológica” e que tudo que fazemos perpassa por ela, seriamos marginalizados se não usássemos a beneficio da educação, que também, já não segue as mesmas regras de décadas atras. Segundo a entrevista do professor Nelson Pretto a Ética Hacker, vem corroborar justamente para ampliação desse conhecimento é democratização do acesso livre da informação, no sentido de inclusão, usando os meios tecnológicos para educar, quebrar paradigmas e construir novos conceitos.

    Curtir

  18. Assim como os princípios da ética hacker promove o compartilhamento da produção e do conhecimento é possível também a colaboração com o desenvolvimento de novos métodos que integre tecnologia, em especial a internet, e os alunos para suprir as necessidades de mudança da educação contemporânea.

    Curtir

  19. Os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea devido as inovações no sistema desenvolvido pela tecnologia e inovação. Em quase todos os locais já estão fazendo uso da era digital. A ética hacker colabora criando software livre, e assim ajudam a sociedade se inteirar com esta nova forma de aprendizagem. As tecnologias estão avançando cada vez mais e ficando inovada e sendo utilizada para facilitar em parte a vida da sociedade quando é usada de modo correto.

    Curtir

  20. COMO OS PRINCÍPIOS DA ÉTICA HACKER PODEM COLABORAR UM NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA?

    EDUCANDO: LEONARDO SOUSA / ESTUDANTE DO CURSO DE DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR.

    A ÉTICA HACKER TEM COMO SUBSÍDIO PARA A EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA PILARES E CONCEPÇÕES DE UMA CULTURA EDUCACIONAL LIVRE, MEDIANDO O EDUCANDO A UMA EDUCAÇÃO COLABORATIVA E CONSTRUÇÕES DE CONHECIMENTOS TECNOLOGICOS MÚTUOS DE FORMA AUTONOMA, RESGATANDO A IMPORTÂNCIA DO SER ÉTICO PARA O ESTUDO, PARA O TRABALHO, PARA A VIDA.

    Curtir

  21. Fábio Victor Sousa dos Santos
    Curso de Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior.
    Local: Faculdade da Cidade – turma: 0312

    COMO OS PRINCÍPIOS DA ÉTICA HACKER PODEM COLABORAR COM O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO COMTEMPORÂNEA?

    Os princípios da ética hacker prezam a liberdade de acesso, e uso da tecnologia e de suas ferramentas para todos. A educação está relacionada à vida, e as tecnologias foram chegando aos poucos, conquistando espaço e aparentemente tornando-se indispensável ao cotidiano. O uso na de tais ferramentas na educação é relativamente novo, existem barreiras a serem rompidas, muitas perguntas que ainda não podemos responder. Mas, ainda assim acredito que esta velocidade de compartilhar informações úteis, e a liberdade dos princípios da ética hacker, são ingredientes de uma educação diferente mais próxima das diretrizes da LDB, “educação para todos”.

    Curtir

  22. A educação tem como grande novidade para o aprendizado do alunado nesta decada o uso das tecnologias, com tudo faz-se necessario saber utilizar essa nova feramenta de forma adequada e ética, para tal os principios da ética hacker contribuem significativamente para a utilização das tecnologias de forma que contribua de fato com o aprendizado, um principio de muito valor que a ética haker propõe é a contribição, a qual em qualquer que seja área é de grande importancia.

    Curtir

  23. Partindo do pressuposto que a ética hacker consiste em um “código de conduta” que visa propiciar a difusão democrática da tecnologia, de modo a transformá-la em algo útil à sociedade, e tendo em vista a importância da educação para a transformação social, é de extrema importância os princípios que norteiam a ética hacker, visto que proporcionam uma ação colaborativa no sistema de ensino-aprendizagem. Assim, conteúdos antes trabalhados de maneira essencialmente teórica, hoje têm sido abordados de modo a aproximar-se da realidade da geração contemporânea. Entretanto, vale salientar a importância do trabalho em conjunto de profissionais de tecnologia e de educação, a fim de que os fundamentos em que está pautada a ética hacker, efetivamente contribuam para o desenvolvimento do sistema educacional.

    Curtir

  24. FACULDADE DA CIDADE DE SALVADOR
    Curso: Docência no Ensino Superior
    Disciplina: Educação e Tecnologia
    Aluna: Isabela Araújo

    O professor Nelson Pretto diz que a ética hacker pode colaborar com o novo paradigma tecnológico para educação contemporânea porém, é necessário que os professores estejam capacitados para isso, portanto, é preciso produzir materiais para que os professores possam usar tecnologia em suas respectivas disciplinas, lembrando que a tecnologia não esta apenas associada ao computador e internet mais sim em pequenas competências e criações populares como por exemplo o abridor de garrafas feito com um pedaço de madeira e um prego.
    Contudo pude perceber que a ética racker valoriza e nomeia tecnologia toda criação que tenha sentido e uso para as pessoas independente de esta ligada a celulares computadores ou qualquer outro aparelho eletrônico.

    Curtir

  25. As tecnologias chegaram para ficar e a cada dia estão mais inovadoras entre elas a internet e as redes sociais são os meios mais utilizados recentemente pela população sejam das classes mais populares ao mais elevado padrão social. Realmente são meios facilitadores de nossas rotinas, mas acredito que seja uma faca com dois gumes, ao tempo que ajuda também pode nos prejudica dependendo do modo que seja utilizado. Temos uma cultura internalizada de utilizar a internet apenas para fins fúteis e não para o necessário, contudo temos que encontrar uma maneira de nos adequar as utilizações benéficas das tecnologias digitais.

    Curtir

  26. Entrevistado pela Revista Ciência Hoje (março, 2012) o professor Nelson Pretto responde que em essência, a ética hacker trabalha a partir dos princípios da colaboração, da horizontalidade e da descentralização. Ele afirma o que defendemos é a ideia de produzir conhecimento, de articular essa produção por meio da circulação aberta das informações. A base é dada pelo livro homônimo do [filósofo finlandês] Pekka Himanen, que define alguns dos elementos constituintes dessa ética. Esses são princípios fundamentais para a educação e para a produção científico-tecnológica. Esses elementos constituintes são: paixão, liberdade, valor social (abertura), nética (ética da rede), atividade, participação responsável e criatividade já citados anteriormente.

    Curtir

  27. Augusto de Franco (2012) nos traz uma definição da ética hacker como sendo um conjunto de valores que emergem das primeiras comunidades cooperativas de programadores, que logo se materializaria nas expressões comunitárias na Internet e nas comunidades de desenvolvedores de software livre. Esses valores compreenderiam: uma revalorização do trabalho (uma nova motivação baseada no desejo de conhecimento e no prazer do seu compartilhamento, para além da expectativa de remuneração monetária) com a consequente não aceitação da separação entre vida e trabalho e a valorização da liberdade como valor fundamental (materialização da autonomia pessoal e comunitária do hacker). A expressão “ética hacker” ficou conhecida depois de Eric Raymond (1996-2001) ter concluído seu esboço de critérios axiológico-normativos para os hackers (que ficou conhecido em alguns meios como Hacker Howto) e após a publicação do livro de Pekka Himanen (2001): A ética hacker e o espírito da era da informação. Hmanen descreve os métodos de trabalho daqueles que atuam mais diretamente no desenvolvimento de software para computadores e, expandindo esse conceito, pensa ainda que essa postura hacker pode ser, em última instância, uma postura para todos os campos das atividades humanas. Himanen afirma ainda que são sete as características da chamada Ética Hacker: paixão, liberdade, valor social (abertura), nética (ética da rede), atividade, participação responsável e criatividade, todas elas devendo estar presentes nos três principais aspectos da vida, ou seja, trabalho, dinheiro e ética da rede.

    Curtir

  28. COMO OS PRINCÍPIOS DA ÉTICA HACKER PODEM COLABORAR UM NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA?
    Vivemos uma época de mudanças sociais, de inovações tecnológicas e organizacionais associadas a contextos históricos, sociais, políticos e culturais de uma sociedade globalizada e de exigência cada vez mais de conhecimento.
    A docência educacional contemporânea tem o objetivo atuar de forma a problematizar e inspirar ações para a transformação das informações que compartilhadas e sob a forma de troca, possibilitem a construção do saber.
    O hacker ético tem como alicerce os pilares: colaboração, conhecimento e liberdade, numa perspectiva de inclusão do individuo (software livre) a informações sem restrições e com qualidade. Penso o hacker ético como um ser social contributivo dessa inclusão e que partilha sua tecnologia de forma a corroborar a educação contemporânea em mais um espaço interativo de aprendizagem, ou seja, um novo paradigma tecnológico ao excluído, ao menos favorecido e a sociedade como um todo, que é o acesso livre a tudo que está acontecendo sem burocracias e discriminações, interagindo para um mundo melhor.

    Curtir

  29. COMO OS PRINCÍPIOS DA ÉTICA HACKER PODEM COLABORAR UM NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA?
    Vivemos uma época de mudanças sociais, de inovações tecnológicas e organizacionais associadas a contextos históricos, sociais, políticos e culturais de uma sociedade globalizada e de exigência cada vez mais de conhecimento.
    A docência educacional contemporânea tem o objetivo atuar de forma a problematizar e inspirar ações para a transformação das informações que compartilhadas e sob a forma de troca, possibilitem a construção do saber.
    O hacker ético que tem como alicerce os pilares: colaboração, conhecimento e liberdade, numa perspectiva de inclusão do individuo (software livre) a informações sem restrições e com qualidade. Penso o hacker ético como um ser social contributivo dessa inclusão e que partilha sua tecnologia de forma a corroborar a educação contemporânea em mais um espaço interativo de aprendizagem, ou seja, um novo paradigma tecnológico ao excluído, ao menos favorecido e a sociedade como um todo, que é o acesso livre a tudo que está acontecendo sem burocracias e discriminações, interagindo para um mundo melhor.

    Curtir

  30. Pró,
    queria vê com a senhora como faço para pegar o livro que emprestei. Te enviei um e-mail, mas não obtive retorno. Como podemos fazer? Grata!

    Curtir

  31. Stheffane (Gestão Empresarial)

    Não entendi muito bem o que é pra ser feito na ultima atividade que nos passou. Entedi que seria Pra levar algo pratico (?)

    Curtir

  32. Fernanda Conceição- Turma Gestão Empresarial – FCS
    Olá Prof Barbara,
    Solicito as aulas em slides dos dias 30 e 31/05 e 06/06. Também gostaria que enviasse o vídeo sobre paradigmas ou link se possível.
    Grata!

    Curtir

  33. Daniela Teles
    Pós-graduação em Gestão Empresarial
    Faculdade da Cidade do Salvador
    Turma: 0311 / 0312
    Vídeo “Capacitação tecnológica das pequenas empresas”:

    Aponta como a carência de profissionais pesquisadores para desenvolvimento de tecnologias impacta no crescimento, aperfeiçoamento e perpetuação das pequenas e micro empresas no Brasil. A maioria dos profissionais Doutores, são direcionados para a área de educação, vez que, sem incentivos por políticas públicas as empresas não possuem condições financeiras para mantê-los em seus quadros funcionais, influenciando diretamente no crescimento tecnológico como um todo. Comprovadamente, tecnologia e inovação são alavancas de crescimento, por isso, estão sendo pensadas formas de incentivo a brasileiros para que se formem doutores e, em contrapartida os seus conhecimentos serão empregados dentro do mercado brasileiro com o intuito de aprimorá-lo e fazê-lo crescer.

    Curtir

  34. Marcelino santos - Especialização em gestão empresarial - Faculdade da Cidade Salvador |

    O vídeo relata que as empresas privadas não tem a cultura de investir em pesquisa e desenvolvimento e que só agora devido a ações de governo como por exemplo: a lei inovação das empresas e Brasil sem fronteiras, é que esta cultura está tentando se implantar do País. A falta de inovação transparece em forma imensa nas pequenas empresas, pois de 720 mil que abrem por ano 600 mil fecham suas portas devida a falta de inovação, ou seja as estão distantes de quem tem o conhecimento. A questão é: Como as empresas podem inovar inserindo mais conhecimento através dos doutores se o governo não diminui a tributação, ou seja não dão incentivo para essas micro e pequenas empresas, dese jeito fica inviável essa inovação!

    Curtir

  35. Antonia Stheffane
    Gestão Empresarial

    A abordagem contextual do video nos mostra a necessidade de inserir nas organizações, profissionais cada vez mais qualificados nos ramos da tecnologia. Essa é uma realidade que já esta sendo disseminada no Brasil, Com conselhos facilitadores a exemplo do CNPQ, que qualifica os profissionais com seus diversos programas. A estagnação, acomodação, falta de investimentos e de profissionais ousados, são uns dos principais fatores que levam as empresas a fecharem as portas. É notável que as orgnizaçoes bem sucedidas investem na tranferência de conhecimentos no ambito tecnológico, quebrando barreiras e estreitando distâncias.

    Curtir

  36. O video “Capacitação Tecnológica das Micro e Pequenas Empresas” aborda a importância de se investir na formação de pessoas para ser o diferencial na empresa. Estudos afirmam que 80% dos doutores estão empregados na educação e somente 5% estão nas indústrias. O CNPQ disponibiliza recursos, afim de introduzir doutores nas pequenas e micro empresas de forma estas tenham a possibilidade de inovar suas estratégias e modelos pra que não caiam na estatística das empresas que “fecham no ano que vem”. Estas empresas fecham porque não inovam e ai está a importância dos institutos federais e universidades que possuem o conhecimento necessário para contribuir com a inovação deste modelo.
    Os avanços tecnológicos em todos os segmentos se deram pricipalmente pelas universidades. Ciência e tecnologia contribuiram para o desenvolvimento nacional. Aproximar a tecnologia e o conhecimento das pequenas e micro empresas, contribui para o desenvolvimento e a vida longa do negócio.

    Curtir

  37. Cassia Cristine do N. Santos
    Pós Graduação em Gestão Empresarial
    Faculdade da Cidade 2012.1
    É comprovado em pesquisas há muitos anos que sem incentivo e/ou investimento em inovação,tecnologia, educação e desenvolvimento empresarial as micro e pequenas empresas não sobreviverão. Podemos constatar que o Brasil tem um grande potencial e que diversas empresas locais são grandes exportadores devido ao investimento em tecnologia e por isso o governo ciente deste potencial, do lucro e crescimento do país em “função” dessas empresas, dos nossos produtos e diversas matéria prima de cada região, busca incentivar o estudo fornecendo bolsas para formação de grandes talentos (mestre/doutores) mas o interesse principal e inicial deve surgir dos empresários e de colaboradores conscientes deste desenvolvimento tecnológico. O incentivo ao estudo, a praticidade, o foco em resultado, estratégias de crescimento tecnológico são de fundamental importância para o avanço empresarial e isto devo estar bem alinhado entre empregador x empregado.

    Curtir

  38. Profª Barbara, bom dia
    O vídeo “Capacitação Tecnológica de Pequenas Empresa”, não está disponível. Ontem tentei acessar mas não há link para assisti-lo. Poderia disponibiliza-lo no blog ou enviar para meu e-mail? Obrigada.

    Curtir

  39. Pós Graduação em Gestão Empresaria
    Antonia Stheffane

    Professora, Nao estou conseguindo visualizar o video. Como faço?
    Grata

    Curtir

  40. Karine Ribeiro Lima
    Pós -graduação e Gestão Empresarial
    2012.1
    O vídeo fala da necessidade do avanço tecnológico para o crescimento das empresas no mercado. Nisso, tem que se apostar e investir nos micros e pequenas empresas e manter as grandes empresas para esse avanço tecnológico.
    Mostra a importância da disponibilização no processo de capacitação e inovação tecnológica no segmento das empresas.

    Curtir

  41. Barbara, boa tarde
    Sou aluna do curso de Gestão empresarial da Faculdade da cidade, e estou cursando contigo Gestão de TI. Solicito que encaminhe para meu e-mail (patyemanuelle1@gmail.com) o material utilizado (slides) na aula do dia 17/05/2012 em sala de aula. Muito obrigada – Patricia Emanuele

    Curtir

  42. Fernanda Conceição – Especialização em Gestão Empresarial
    Vídeo sobre Capacitação Tecnológica em pequenas empresas:O vídeo traz uma temática interessante,pequenas empresas não se consolida no mercado sem avanços tecnológicos, porém para tanto é necessário incentivos do governo e órgãos de desenvolvimento cientifico que leve a ciência tecnológica para dentro dessas empresas.

    Curtir

  43. Renata Maira
    Pós-graduação em Gestão Empresarial
    Faculdade da Cidade do Salvador
    2012.1

    Comentário à respeito do vídeo “Capacitação tecnológica das pequenas empresas”:

    A iniciativa é primordial para fomentar o desenvolver de tecnologias brasileiras, sendo até uma questão estratégica intencional ou não, do governo e de órgãos correlacionados, de ao estimular as pequenas empresas através da tentativa de “abertura” das universidades, ou seja, da introdução de mestres e doutores nesse ambiente, criando assim sobremaneiramente, políticas que também incentivem a nossa independência, autonomia e soberania tecnológica. É necessário inovação à micro pequena empresa, se não, no meio competitivo ao qual está inserido, tende-se a sucumbir. A aposta e investimento – através de bolsas, por exemplo, – em pós-graduação e pesquisa, desenvolvimento tecnológico e extensão, que é através deste último, como a transferência do conhecimento seria concretizada e implantada neste âmbito empresarial, visando à sustentabilidade regional, é uma forma de distribuição de conhecimento e renda.

    Curtir

  44. Professora Barbara, solicito as apresentações das aulas 16 e 17/05.Disciplina Gestão da Tecnologia de Informação, curso:Gestão Empresarial. att, Fernanda

    Curtir

  45. Ana Lucia Silva
    pós-graduação em docência
    Fcs.
    Como os Princípios da ética Hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    É muito gratificante saber que, o mundo vem cada vez mais se modernizando, por aqueles que fazem suas atividades de forma apaixonada, e estão sempre dispostos a compartilhar suas informações, e esses novos avanços tem cada vez mais a participação do ” hacker ” contribuindo com seu aprendizado, investigação e principalmente coletivismo.Onde seu maior interesse é repassar seu conhecimento para o mundo contemporâneo, não visando somente o dinheiro mas sim a ética e o compartilhamento de sua criação com outras pessoas.

    Curtir

  46. Pós-Graduação em Docência
    Faculdade da Cidade do Salvador
    2012.1

    Os adventos tecnológicos atuais permitem que seus usuários compartilhem informações e ideias a partir da comunicação. Tais princípios permitem que as novas tecnologias, aliadas à educação, possam enriquecer o processo educativo. Segundo Vigotsky, a educação pode ser considerada um processo social em que os indivíduos interagem realizando a “troca” de conhecimentos. Desta forma, as diversas ideias existentes na sociedade são trabalhadas de forma conjunta e desenvolvem-se possibilitando que a sociedade se desenvolva e perpetue sua cultura. A escola como instituição formalizada de ensino pode e deve utilizar as novas tecnologias contemporâneas a fim de proporcionar a aprendizagem significativa de seus alunos que estão inseridos em um mundo que utiliza princípios fundamentais do mundo digital.

    Curtir

  47. Charlene Shirlei Nobre Machado
    Curso de Especialização em Docência do Ensino Superior – FSC 2012

    * COMO OS PRINCÍPIOS DA ÉTICA HACKER PODEM COLABORAR COM O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA?

    –> A educação contemporânea, vem apresentando cada vez mais a necessidade do uso de novas ferramentas que possibilitem o acesso a educação de forma qualificada e acessível a todos. A ética hacker, atua em diversas áreas de conhecimento, na educação pode atuar diretamente no resgate de valores esquecidos ou inatos na sociedade atual, incentivando o exercício e a prática de valores que são indispensáveis no campo de atuação dos hackers, como colaboração, solidariedade, amor pelo que faz entre outros, que irão interferir não apenas nas áreas tecnológicas, com o uso de novas ferramentas, mas podendo se estender em campos de atuação diversos, possibilitando a acesso a informação e melhor exercício do conhecimento o que principalmente no que se refere ao processo de aprendizagem, onde várias pesquisas tem sido desenvolvidas no Brasil e em outros países, com resultados animadores, o que mostra que estes princípios éticos podem colaborar de forma significativa na educação contemporânea .

    Curtir

  48. Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação conteporânea?

    É fundamental, principalmente no mundo da educação, a contribuição e colaboração com novas descobertas ou métodos aplicações em sala de aula. Quando se fala em tecnologia, fica muito mais evidente a necessidade deste tipo de colaboração principalmente por existir muitos professores aversos a tecnologia de um modo geral. Então vejo os princípios da ética hacker como uma ponte para trazer para dentro da educação ferramentas, idéias, e métodos diversificados principalmemnte do ponto de vista tecnológico tendo como resultado maneiras diferentes de se aprender!

    Curtir

  49. Manuela de Almeida
    FCS: Docência do Ensino Superior

    Os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma mostrando a “ética hacker” a todos de forma que a mesma seja vista por todos sem os preconceitos construídos no início da socialização do tema.
    Desconstruindo antigos paradigmas e possibilitando as discussões abertas sobre os criadores dos softwares livres, permitindo assim a inserção desses saberes com mais facilidade nas salas de aula, podendo despertar mais o interesse de todos na democratização do acesso a informação.
    De forma que as pessoas acreditem que podem usufruir das quatro liberdades, que podem discutir sobre o assunto livremente e acima de tudo agir também com ética quando estiver diante dos produtos…

    Curtir

  50. Simone Carla Doria Santana Alves
    maio 15, 2012 às 08h45
    Pós-Graduação em Docência
    Faculdade da Cidade do Salvador
    Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    Os princípios da ética hacker, vem contribuindo bastante para o desenvolvimento da educação contemporânea?

    Estamos hoje vivendo em uma edificação de um padrão de cultura e de sociedade bastante desigual dos períodos anteriores e as transformações que as tecnologias vem alavancando de forma avassaladora nos mostrando que cada dia têm ocorrido essa modificação de maneira veloz e abrangente. A sociedade permeia por tecnologia cada vez mais complexas.

    Curtir

  51. Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?
    O termo ética ,antes de mais nada, nos remete a pensa na busca da fundamentação teórica para encontrar o melhor modo de viver e conviver, isto é, a busca do melhor estilo de vida, tanto na vida privada quanto em público. Sendo assim, este novo perfil de profissionais, tem como objetivo, através de suas habilidades tecnológicas, demonstrar que o computador abre as portas para um mundo ilimitado, para uma educação mais global, mais abrangente, mais descentralizada.

    Curtir

  52. Ou Pró, Obrigada!
    Saí buscando vídeos e textos de Nelson Pretto pra tentar responder.
    Só agora vi seu post sobre a Cartilha. Mas vou ler mesmo assim.

    Valeu!!!

    Curtir

  53. Pós-Graduação em Docência
    Faculdade da Cidade do Salvador
    2012.1

    Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    A ética hacker tem como base a generosidade e a colaboração e tem o intuito de formar cidadãos pensantes e ligados a tecnologia. Os avanços tecnológicos são pertinentes e capazes de mudar toda a sociedade. Por esse motivo faz-se importante esses avanços para que possamos progredir tanto como seres humanos tanto como seres tecnológicos.

    Curtir

  54. É sabiodo que a Ética Hacker trabalha com os princípios da colaboração,da horizontalidade e da descentralização, e justamente por isso defende a elaboração e implantação de projetos de inclusão digital, mas não no que diz respeito à mera disponibilização de computadores com acesso à internet, mas também ao uso irrestrito de uma banda larga, para que se possa produzir conhecimento e articular o que for produzido a partir da circulação livre das informações. Dessa forma, se criam espaços educativos digitais, como as “garagens digitais”, em que a população pode desenvolver ciência e tecnologia, articulando-se e utilizando a rede não apenas para “consumir” informações, mas para exercer sua cidadania. Consequentemente, seria reduzida a desigualdade social no meio digital, em que também há centralização de conhecimento por parte de uma minoria elitizada, além de permitir que a população participasse ativamente da produção de cultura, o que é extremamente necessário na Educação contemporânea.

    Curtir

  55. Como os princípios da ética Hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    A paixão que move o mundo Hacker, sendo conhecida e difundida para todos, certamente contaminará aos que sonham com a liberdade tecnológica ajudando-nos a sair dessa era “AI-5 digital”.
    Assim sendo, o conhecimento compartilhado tornará possível que todos tenham acesso as atualizações tecnológicas e essa quebra de paradigma, para a educação, possibilitará e facilitará a aprendizagem de todos como uma “cooperativa tecnológica educacional”.

    Curtir

  56. Professora,

    estou tentando assistir os vídeos: https://blog.ufba.br/gec/files/2011/02/etica_hacker_DVD_04-1.ogg e https://blog.ufba.br/gec/files/2011/02/etica_hacker_DVD_02-2.ogg, um sobre Palestra: Ética hacker e princípios colaborativos e o outro Ética hacker e educação:princípios, porém os vídeos travam com 2 min e não carregam mais. Há algum outro site em que posso assistir as palestras? Preciso responder ao questionamento feito em sala: Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    Mas apenas a apresentação de 4 min do prof. Nelson nãp me permite responder.

    Aguardo resposta

    Joseane Maytê

    Curtir

    • Joseane, Tente assisitir diretamente no Youtube; buscar por “ética hacker e desenvolvimento”. Entretanto, o conteúdo do módulo e a cartilha (link acima do vídeo) já te oferece apoio para responder a questão. Abraços, Barbara

      Curtir

  57. Os principios da Ética Hacker,

    Os princípios da ética hacker, já contribui e bastante para o desenvolvimento da educação contemporânea, posso citar os projeto CDC, Centros Digitais de Cidadania desenvolvido pela SECTI Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e governo federal, que leva tecnologia aos diversos municípios do estado e capital, utilizando software livre, fazendo um trabalho de inclusão digital de jovens e adultos. O sistema operacional utilizado é denominado berimbau linux, deve está na versão 4 é baseado na distribuição Debian e Ubuntun, possui um interface amigável pois é manipulado por hackers e Analistas de sistemas que procuram melhorar a interatividade do sistema com o usuário. Os Centros Digitais de Cidadania podem ser encontrados em centros sociais urbanos, escolas ou associações de bairro.

    Curtir

  58. Pós-Graduação em Docência
    Faculdade da Cidade do Salvador
    2012.1

    Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    A colaboração, a generosidade e a liberdade, que são os princípios da ética hacker, também são virtudes desejáveis (no caso da generosidade e colaboração) às relações sociais. Aplicar esses princípios não somente no ambiente escolar, mas também com o intuito de formar cidadãos com essas características, provavelmente permitiria um avanço da sociedade em inúmeros aspectos. Especificamente no contexto das tecnologias permitiria avanços tecnológicos com mais rapidez, pessoas cada vez mais capacitadas para utilizar os recursos mais atuais utilizando do compartilhamento de informações, descobertas, transformando o avanço intelectual pessoal num avanço intelectual da sociedade, permitindo que cada vez mais pessoas tenham acesso às novas informações, fazendo a sociedade progredir tanto na capacidade de se relacionar (que está intrínseca na ideia de colaboração e generosidade) quanto na evolução tecnológica (desenvolvimento de softwares, criação de novas tecnologias, otimização do uso das tecnologias já existentes, entre outras coisas).

    Curtir

  59. Olá Pró Bárbara tudo bem?
    Eu estou aqui para te pedir as notas da turma, conforme combinamos na aula passada.
    Muito obrigada pela atenção.
    Tenha um ótimo fim de semana!

    Soraya Cardoso Seara (sol.73@hotmail.com)
    Faculdade: FAAC
    Curso: Educação Inclusiva
    Mês: Novembro: 2011.

    Curtir

  60. Como os princípios da ética hacker podem colaborar com o novo paradigma tecnológico na educação contemporânea?

    No momento em que a sociedade se organiza em torno de um comportamento ético que envolva a tecnologia e informação, ela formata o processo democrático de compartilhamento do uso do saber mediante o aperfeiçoamento de softwares com o objetivo de redemocratizar para todos o acesso ás novas ciências e tecnológias para o crescimento humano.
    Como o hacker tem como princípio compartilhar esse conhecimento adquirido, na qual se abre uma porta ou várias portas para o software livre, caminhamos, ainda que por caminhos restritos, para a revolução da informação às novas tecnologias para o engradecimento do ser humano, enquanto este conhecimento for bem conduzido.
    Faz-se necessário, portanto, centenas e milhares de eventos pautados neste assunto compartilhando com toda a sociedade, seja ela inteirada ou não no processo da confecção de informações que possam trazer para o indivíduo em forma de aprendizagem o que se faz, o que se desenvolve por trás de um simples celular, além das presenças de mentes acadêmicas em apresentação de seus novos projetos até então, desconhecidos. Precisa-se de mais visibilidade e irrestrita.

    Curtir

  61. BÁRBARA aqui é LILSON COELHO estou lhe mandando o email de GRAÇA.www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ZaTwEdDbGQ4
    Depois me diga se conseguiu ver.

    Curtir

  62. Bom dia Bárbara. Solicito enviar o material da aula de metodologia ( FAAC ) do dia 14/04. Sou da turma de Pós Graduação em Educação Ambiental. Gostei muito da aula, foi muito bem conduzida. Obrigada. Regina Benamor. reginakllyba@hotmail.com

    Curtir

  63. Oi Professora Bárbara
    Sou Carla Lima, aluna Curso Pós Educação Ambiental – FAAC.
    Em primeiro momento, parabéns pela aula dada no dia 14/04/12.
    Pois bem; é possível enviar material dado em sala (textos e slides) para estudo e consequente aprofundamento do tema?
    Desde de já, muito obrigada.
    Meu E-mail: carlavito@ig.com.br

    Curtir

  64. Oi, Bárbara. Conforme você nos instruiu, gostaria de te pedir o favor de enviar-me o material da aula de metodologia ( FAAC ), inclusive o vídeo da bola e do macaco. Agradeço imensamente. cirlenemvbs@hotmail.com. ass Cirlene Vilas Boas. P.S. Parabéns pela sua aula. Gostei muito. Foi muito bem conduzida.

    Curtir

  65. Olá Barbara!
    Sou Ivone simões e gostaria que enviasse o material da aula do dia 31/03
    fundamentos da educação inclusiva que trabalhamos em sala.
    Agradeço antecipadamente
    Bjs
    Ivone Simões

    Curtir

  66. Olá Pró Barbara. Tudo bem?
    Que maravilha foi a sua aula do dia 31/03/2012.
    Realmente temos que ter o conhecimento da teoria dos Fundamentos da Educação Inclusiva, mas nada melhor do que vivenciarmos na prática.

    Tenha um ótimo domingo e um excelente começo de semana!
    Fique com Deus sempre!

    Soraya Cardoso Seara.
    Aluna da FAAC
    Curso: Educação Inclusiva / Turma: Novembro: 2011.
    Disciplina: Fundamentos da Educação Inclusiva

    Curtir

  67. Bárbara
    Somos alunas do EJA da turma de outubro. Precisamos que você nos envie o material sobre Novas Tecnologias para podermos fazer o trabalho, pois náo podemos realiza em sua aula.
    Alunas: Lucy Mary Souza Santos Batista e Idinalva Ferreira da Silva

    Curtir

  68. Bárbara somos alunas do EJA da turma de outubro de 2011. Precisamos que você nos envie o material para fazermos o trabalho sober Novas Tecnolias que podemos fazer na sua aula.
    Alunas: Lucy mary Souza Santos Batista e Idinalva Ferreira da Silva

    Curtir

  69. Bárbara,

    Por favor, me envie por email os materiais da aula de sexta-feira, 27/1/12 da FAAC. Se tiver possibilidade também gostaria de ter o texto de Vasconcellos. Não pude falar com Marcia, mas adorarei e precisarei muito a sua ajuda para a monografia. taisbarross@hotmail.com

    Curtir

  70. Professora Barbara, boa tarde.
    Sou sua aluna de Sociologia da Educação no curso de Docência de Ensino Superior da FAAC. Gostaria de solicitar-lhe a minha atividade pois eu não pude ficar no turno da tarde, lembra?
    Aproveito para pedir que, se possível, a senhora encaminhe também alguns textos que me ajudem pois eu tenho muita dificuldade nesta área, já que na minha graduação (enfermagem) eu vi muito pouco sobre estes assuntos.
    Aguardo um retorno (enfa.sinaracouto@hotmail.com)
    Desde já, muito obrigada!!!
    Sinara Moreira Couto

    Curtir

  71. Bárbara, ola!

    Sou Carlos Augusto Guilherme de Santana, aluno do curso Arte na Educação, que saí mais cedo da sua aula.
    O meu email é solracteatro@hotmail.com.
    Por favor mande a minha atividade.

    Mais uma vez, obrigado.

    Abraços.

    Carlos Augusto

    Curtir

  72. Professora Bárbara, solicito material da aula de 22.10 (o mesmo solictado por alguns colegas).
    Agradeço a atenção.

    Curtir

  73. Na Didática Significativa a aprendizagem acontece quando a intenção do aluno é entender o significado do que estudar, levando-os a relacionar os conteúdos com aprendizagens anteriores e com suas experiências pessoais, isto é, aproveitar tudo aquilo que ele tem armazenado no seu campo cognitivo, e utilizar como referência para o desenvolvimento da aprendizagem.
    Baseado nesta Pedagogia, na Escola X foi trabalhado com os alunos do 3º ano A, no mês da Cultura Popular o Projeto Lendas com o objetivo de incentivar a leitura e a escrita, e trazer para o mundo do aluno nossa riqueza sociocultural, manifestada através dos elementos do Folclore, em especial as lendas.
    Algumas atividades foram desenvolvidas com os alunos:
    • Brincadeiras relacionadas ao tema;
    • Leitura de lendas;
    • Elaboração de Listas dos Personagens das lendas;
    • Reconto das Lendas;
    • Ilustração desses recontos;
    • Exposição de painéis com os recontos e ilustrações;
    • Divisão de equipes;
    • Resumo das lendas pelas equipes;
    • Encenação das lendas pelas equipes, com produção de cenário, figurinos e etc., construída pelos próprios alunos.
    No final do projeto, os resultados foram satisfatórios, pois os conteúdos foram trabalhados de forma plena e significativa para os alunos.
    Agora pensando na Didática Tradicional, quando a transmissão dos conteúdos são basicamente impostos, onde o aluno apenas escuta, sendo um receptor passivo das informações que lhe são fornecidas, desenvolvida na escola X com alunos do 3º ano B, no mês da Cultura Popular, o Projeto Lendas com o objetivo de identificar e reconhecer as tradições de um povo, através das seguintes atividades:
    • Leitura das lendas pelo professor;
    • Cópia das lendas;
    • Ditado das lendas;
    • Questionário sobre as lendas.
    No final do Projeto os resultados apresentados não corresponderam ao esperado, pois o que ocorreu foi um acúmulo e armazenamento de informações adquiridas pelos alunos, quando eles foram apenas instruídos e ensinados apenas pelo professor.
    Curso – Gestão Educacional Integrada / FAAC – 2011.2
    Disciplina – Didática
    Nome: Idione Alves da Cruz

    Curtir

  74. APRESENTAÇÕES (28/04)
    Equipe 1: Denise Pinelli, Fabio Lima, Flávia Catarino, Patricia Barroso e Verônica Lima
    Fonte de Informação: Prossiga

    Equipe 2: Marcos Fermiano, Alessandro Santana e João Tiago
    Fonte de Informação: Plataforma Lattes

    Equipe 3: Ana Cláudia, Tatiana Nascimento e Andréa Maria Moutinho
    Fonte de Informação: Bireme

    Equipe 4: Hozana Castro e Iraci Oliveira
    Fonte de Informação: Sistema Brasileiro de Museus

    Equipe 5: Reinaldo, Ihasmine, Jailton e Karina
    Fonte de Informação: Scielo

    Equipe 6: Jacilene Oliveira, Anagelica Leite, Graça Figueiredo, Alan
    Fonte de informação: USP Biblioteca Digital – BTD

    Equipe 7: Aidil, Emmanoella, Fábio, Lívia e Nicinha.
    Fonte de informação: Lilacs

    Equipe 8: Isabel, Lucimar, Márcia, Mônica e Nelson.
    Fonte de informação: Feudo

    Equipe 9: Sueli Negri e Teresa
    Fonte de informação: Dominio Publico.

    Curtir

  75. Oi Zé Carlos e Barbara,

    Minha equipe, eu, Ana Cláudia e Andréa escolhemos a Bireme pra fazer o nosso trabalho já que o Prossiga já foi escolhido pela Equipe de Fábio.

    Tatiana.

    Curtir

  76. Olá, amigos!

    Eu, Tatiana Nascimento e Andréa Maria Moutinho escolhemos o PROSSIGA para desenvolver nosso trabalho da disciplina.
    Sds,

    Curtir

  77. Brasil negligencia informação científica.
    Pesquisa da UnB revela que órgãos de pesquisa do país não estão preparados para preservar arquivos digitais de maneira efetiva.
    Darlene Santiago – Da Secretaria de Comunicação da UnB
    A era digital trouxe uma série de facilidades para a vida dos pesquisadores. Informações científicas são guardadas em banco de dados, garantindo agilidade ao processo de pesquisa. Mas estudo da Universidade de Brasília mostra que há negligência na preservação de documentos científicos. As instituições não sabem como lidar com o material e armazenam os dados em sistemas frágeis. Basta um problema nos computadores ou uma pane no sistema para que informações valiosas se percam.
    Leia mais… em: http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=1527

    Curtir

  78. Construindo um hipertexto com o usuário – É um relato de experiência desenvolvido por FREIRE e publicado na revista Ci. Inf., Brasília, v. 29, n. 3, Dec. 2000. O autor trata da importância do hipertexto e da transferência de informação na área de saúde, apresentando a construção de um modelo. Clique aqui para ler o conteúdo.

    Curtir

  79. A Transferência de informação entre o norte e o sul: utopia ou realidade? – Trata-se de um texto que discute PTI, oriundo da palestra do editor BRIQUET DE LEMOS realizada em 1980 em Salvador, na Conferência de abertura do 1.º Congresso Latino-Americano de Biblioteconomia e Documentação. Interessante observar que sua fala se constitui atual no que concerne ao tema. Clique aqui para ler o conteúdo.

    Curtir

(PEÇA O SEU MÓDULO ou CERTIFICADO DO CONCITEC) Deixe seu recado (indique o que achou do curso, dúvidas ou sugestões caso haja um novo encontro): Responderei seu comentario, obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s