LABORATÓRIO

OBJETOS DE APRENDIZAGEM ELABORADOS NAS DISCIPLINAS

– Disciplina Educação e TIC (Turma 7)
Grupo 1:
Objeto de Aprendizagem EDUCAÇÃO INFOCO

Grupo 2:
EDUCAÇÃO CURIOSA

– Disciplina Educação e TIC (Turma 8)
Grupo 1:
Objeto de Aprendizagem Construindo um Aprendizado (abordagem interdisciplinar).
Avaliação Geral:

Grupo 2:
Objeto de Aprendizagem Nativos e Imigrantes Digitais (enfoque no tema e Comunicação)
Avaliação Geral:

MODULO 1
OBJETOS EDUCACIONAIS:

Portal do Professor– Tecnologias
____________________________________________________________________________________

MÓDULO 2
Construção de Objeto Educacional – WordPress
Alguns exemplos de Mídias na Educação:
Curso de Cordel (Avançado)
Educomunicador
– Criador de vídeos para exposições e apresentação de pessoas/ambientes (Make Business Video).
– Animações em FLASH para Websites (Flash Vortex).
____________________________________________________________________________________

MÓDULO 3
Seminário – 08/08/12.

A PROPOSTA DAS AULAS DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL, não é:

1 Dar aula só de informática
O objetivo das aulas na sala de informática não deve ser formar técnicos, mas melhorar o aprendizado. Por isso, evite o uso do espaço apenas para ensinar a operar programas.

2 Não ter planejamento
A falta de objetivos claros faz com que tanto professor como alunos percam o foco, comprometendo o aprendizado.

3 Achar que a turma sabe tudo
Embora os jovens sejam espertos quando o assunto é informática, é um erro supor que todos dominem as ferramentas com a mesma destreza. Não deixe de ensinar como operar os programas básicos. Dessa forma, os menos plugados conseguirão acompanhar as aulas.

4 Usar a sala para distração
Computador na escola tem de estar voltado somente para a aprendizagem. Se a garotada usar o laboratório no período entre aulas, vai associá-lo somente ao lazer.

5 Liberar o entretenimento
Sites de relacionamento, download de músicas e jogos eletrônicos dispersam o aluno durante a aula

6 Deixar os alunos sozinhos
Sem mediação, eles iniciarão bate-papos e ainda poderão acessar conteúdos impróprios.

7 Censurar demais
Se for para encontrar páginas e ferramentas sobre o tema da aula, não cerceie a liberdade da turma na hora de navegar na internet.

8 Ter poucas máquinas
As atividades ficam prejudicadas quando os estudantes não usam o computador de forma igualitária. O ideal é ter um equipamento para cada dois alunos. Assim, todos terão a chance de operá-lo durante a aula.

9 Ver o micro como rival
Se você tiver medo da tecnologia e dos avanços que ela traz, jamais vai enxergá-la como uma fonte de conhecimento e informação. Quando bem utilizada, a tendência é que ela vire aliada, em vez de concorrente.

10 Usar equipamento ruim
Computadores muito lentos e defasados sempre causam frustração e perda do interesse por parte dos alunos. Evite-os.
________________________________________________________________________________________

MÓDULO 4

SOFTWARE LIVRE NO CONTEXTO EDUCATIVO DO ENSINO:

* MATEMÁTICA
Asymptopia – Palavras cruzadas com expressões Matemáticas
Calc 3D – Gráficos: geometria e estatística:
Dr. Geo – Software interativo para o aprendizado de geometria. Permite a construção de figuras geométricas interativas.
Fractint – Geração de fratais (ilusões)
FracTree – Desenho de fratais (ilusões)
Geogeobra – Geometria interativa.
GeoNext – Matemática dinâmica:
Kalcul – Aplicativo para teste de equações matemáticas
Kali – Pavimentações
Kbrusch – Trabalho com Frações
Kcalc – Calculadora
Kig – Geometria
KMathTool – Coleção de calculadores matemáticas
Kmplot – Matemática Geometria interativa.
Kpercentage – Estudo de porcentagem
Matrisa – Estratégia. O objetivo é associar uma carta retirada de uma pilha de cartas a um conjunto de cartas organizadas em linhas e colunas com certas características. Jogador deve completar a tarefa em um limite de tempo.
Modellus -Modelação:
Pavimentações: plano e sup. esféricas Kaleido Tile
ReC – Geometria
TuxMathScrabble – Palavras cruzadas com expressões numéricas
WinPlot – Desenho e animação de superfícies.
________________________________
* QUÍMICA
Chemtool – Desenhar estruturas Químicas
Eqchem – Balanceamento de fórmulas químicas
Gdis – Programa para exibição e manipulação de moléculas isoladas e sistemas periódicos.
Ghemical – Moléculas em 3d
Kalzium – Programa que exibe a tabela periódica de elementos químicos com informações e em diferentes classificações.
Katomix – Jogo de Quimica para se construir moléculas a partir de átomos.
KmolCalc- Aplicativo para cálculo de quantidade de partículas (Mol) em uma quantidade de matéria.
________________________________
* FÍSICA
Freeducfisic- Seção do freeduc com softwares livres de física. (em francês).
LUM – Software livre para Linux sobre Óptica Geométrica.
MEK – É um software livre (gpl) educativo que faz simulações de mecânica da partícula. Versão apenas para Linux.
Python no ensino de física – Projeto que utiliza simulações de fenômenos de física desenvolvidas com python e vpython. O projeto, desenvolvido em conjunto com o Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento em Ensino de Matemática e das Ciências – LIMC / UFRJ, tem como objetivo principal fornecer novas ferramentas didáticas que facilitem o aprendizado de Física no Ensino Médio.
Step: O Step é um simulador interativo de física. Você coloca corpos e forças sobre eles em uma cena, e inicia a simulação de como o sistema evolui de acordo com as leis da física. Tente mudar as propriedades dos corpos e forças (mesmo durante a simulação) e verifique como elas influenciam na evolução do sistema.
_______________________________
* GRÁFICOS/DESENHO
Gimp- O Photoshop do Software Livre
Inkscape – Inkscape, cria gráficos vetoriais
Kolourpaint – Semelhante ao Paint do Windows
TuxPaint – desenho infantil mas que pode ser usado em todas as disciplinas

___________________________________________________________________________________________________
OFICINA DE REDES SOCIAIS PARA GESTÃO DE EMPRESA (Gestão TI)
Manual de Comércio Eletrônico para PMEs (MERCOSUL)– Boas práticas empresas ponto com.


Monitoramento de Redes Sociais:
HootSuitePermite medir o sucesso de suas campanhas nas redes sociais – Integração com o Orkut.
Social Mention – Monitora e analisa redes sociais em tempo real. Cria alertas de concorrência, etc.
KLOUT – ferramenta que calcula, mede a interação e analisa a influência que um usuário tem no Twitter.
Wildfire – Plataforma poderosa que analisa e monitora a audiencias em redes sociais. Diferencial App e YouTube.
NutshellMail– Permite gerenciar varias contas de mídias sociais.

___________________________________________________________________________________________________

OFICINA DE PRÁTICA DE JOGOS (UNEB – Baixa Grande)

Clicar no link a seguir para fazer leitura do texto sobre Jogos:

___________________________________________________________________________________________________

METODOLOGIA DA PESQUISA

  • Vídeo: O que é um artigo? O que é um projeto de intervenção?

___________________________________________________________________________________________________

ATIVIDADE DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM PARA PSICOPEDAGOGIA

“As descrições em relação aos estudantes que não conseguem dar conta do processo de aprendizagem são impregnadas de preconceitos” (Bombonatto, 2012).

A dificuldade do aprender pode se originar de algum problema na tríade sujeito-família-escola, e nenhum desses fatores pode ser interpretado isoladamente”.

1) Quais são as contribuições que o psicopedagogo pode conferir à identificação dos distúrbios de aprendizagem na escola?

38 pensamentos sobre “LABORATÓRIO

  1. Profª. Barbara Coelho, Bom dia, por gentileza me envie os Slaides da aula do dia 12/04/2014 sobre Fundamentos da Psicopedagogia. Obrigada tenha um bom dia>

    Curtir

  2. Josefa Ferreira de Araújo
    Boa tarde! Professora Barbara, estou reenviando minhas considerações a respeito da aula de Distúrbios de Aprendizagem.
    Mediante aula ministrada no dia 04.05.2013, bem como leitura dos textos indicados. Conclui-se que os diferentes termos usados para identificar o estudante que não aprende aponta contradições, tanto na concordância sobre as definições quanto ao conceito. Entretanto, é importante ressaltar que para o psicopedagogo, é fundamental que ele esteja inteirado com os conceitos e definições e que adote uma postura de investigador, pesquisador, afim, de buscar dialogar com as tres instâncias família, aluno, professor.Passando pelos níves de aprendizagem, da criança articulando com equipe multidiciplinar para diagnostico e encaminhamento ao tratamento terápéudico mais acertico.

    Curtir

  3. Sirlene Aquino
    22.052013

    Olá professora Barbara!
    Conforme combinado em sala de aula estou eviando meu comentário sobre Disúrbios de Aprendizagem.
    Após aula e leitura dos textos indicados, bercebe-se que que distúrbios de aprendizagem;dificuldades de aprendizagem;bem como outros termos e conceitos utilizados para definir a não prendizagem da criança na escola. São disconvergentes.Assim é fundamental que o psicopedagogo esteja ciente disso, e busque elencar aspectos caracteristicos do quadro dos distúrbios de aprendizagem.Que o psicopedagogo assuma uma postura de investigador e pesquisador em sua atuação psicopedagogica articulando-se com a equipe multidisciplinar. Afim de realizar uma avaliação acertiva para os devidos encaminhamento aos profissionais competentes que por sua vez efetivaram tratamento pertinentes.

    Curtir

  4. Pergunta: Quais são as contribuições que o psicopedagogo pode conferir à identificação dos distúrbios de aprendizagem na escola?

    Meu comentário: Creio que muito já foi abordado nos vários comentários acima. A principal contribuição do psicopedagogo escolar é identificar os distúrbios de aprendizagem e encaminhar o educando aos profissionais que farão a investigação necessária e o tratamento adequado, podendo este ser o psicólogo, psicopedagogo clínico, psiquiatra ou mesmo uma equipe de profissionais (dependendo do tipo de distúrbio), visando o aprendizado. Outra importante contribuição é realizar intervenções (informar e orientar) os professores, pais e colegas do educando sobre como proceder durante o tratamento. Infelizmente ter este profissional nas unidades escolares ainda está fora da realidade da escola pública, e muitas vezes, também, das escolas particulares de ensino. O professor em sala de aula é o profissional que geralmente costuma detectar os problemas de aprendizagem, embora, muitas vezes, não saiba identificá-los e distingui-los (dificuldades ou distúrbios?), mas também contribui muito com as suas observações, pois é a pessoa que tem uma relação mais próxima com o educando e com a família. O meu principal objetivo, quando resolvi fazer o curso de Psicopedagogia, foi buscar ampliar os meus conhecimentos sobre estas questões para poder fazer intervenções que pudessem ajudar meus educandos e suas famílias. Fico muito angustiada em ver crianças e adolescentes apresentando “problemas gritantes” de aprendizagem e não poder contribuir mais. Foi muito importante saber que há um limite de atuação de cada profissional para tratar os distúrbios de aprendizagem, porque muitas vezes toda a expectativa do aprendizado é depositada somente sobre o professor, que, na minha opinião, sempre fica muito sozinho no trabalho educativo. A aula também me fez identificar distúrbios de aprendizagem de alguns educandos com os quais trabalhei.

    Professora Bárbara, solicito que a senhora envie para mim os slides da aula do dia 04/05. Meu e-mail é simonecouto34@yahoo.com.br
    Desculpe o atraso no envio do comentário.

    Grata,
    Simone Couto (aluna do Curso de Psicopedagogia da FAAC)

    Curtir

  5. O DISTURBIOS DE APRENDIZAGEM É UM TANSTORNO DE APRENDIZAGEM DO ALUNO, E O PSICOPEDAGOGO TEM UM PAPEL IMPORTANTE PARA AJUDA-LO A TER UM RENDIMETO ESCOLAR SATISFATÓRIO,JÁ QUE O MESMO TEM DIFICULDADE EM APRENDER; MAS PARA ISSO É PRECISO QUE O MESMO SEJA ENCAMINHADO PELO PROFESSOR OU FAMILIARES, O PSICOPEDADGOGO VAI IDENTIFICAR COM UM DIAGNÓSTICO PSICOPEDAGOGICO O QUAL VAI AVALIAR, OU SEJA INVESTIGAR O COMPORTAMENTO DO ALUNO E ESCLARECER O QUE ESTÁ ACONTECENDO E O PORQUE DESTE ALUNO NÃO APRENDER EM SALA DE AULA. É DE SUMA IMPORTANCIA A ATUAÇÃO DO PSICOPEDAGOGO NUMA EQUIPE INTERDISCIPLINAR, POIS O MESMO CONTRIBUI NA SUA FORMA DE SABER DETECTAR, CONHECER OS TERMOS,APOIAR OS PROFESSORES NA IDENTIFICAÇÃO E FAZER ENCAMINHAMENTO.

    Curtir

  6. O desenvolvimento humano é um processo natural e social de mudanças de comportamento de vários estágios e é, pois,
    um processo biológicas, psicológicas e socioculturais que estão inter-relacionadas. Por isso é de suma importância o papel do psicopedagogo para tentar sanar e ajudar pesquisando, investigando e analisando os distúrbios de aprendizagem,na identificação e encaminhamentos, causas das dificuldades, problemas específicos da aprendizagem, os recursos, questões relacionadas a família e a didática. No entanto percebemos também a grande importância do educador nesse processo de detectar possíveis situações no aluno na idade escolar que segundo Novaes, o indivíduo ao ingressar na escola já teve experiências relacionadas a diversas situações e irá reagir a esse novo ambiente de acordo com condicionamento interiores, sendo, portanto, frequente encontrarmos crianças que não conseguem se adaptar, sem ter satisfatório rendimento comprometida por ansiedade e tensões psíquicas. Por isso os familiares precisa está junto com o educador para tentar solucionar da melhor maneira possível encaminhando para psicopedagogo.

    Curtir

  7. A psicopedagogia contribui bastante na identificação dos distúrbios de aprendizagem na escola, pois mostra as evidências que as dificuldades de aprendizagem levam ao fracasso escolar. Este não depende apenas de uma causa e conhecê-la, não é o bastante. Para resolver essa questão, a psicopedagogia analisa a dificuldade de aprendizagem de forma plurifatorial implicando na interdisciplinaridade,pois as várias áreas do saber oferecem conhecimentos indispensáveis para que a aprendizagem seja bem sucedida.
    As dificuldades de aprendizagem podem ser por limitações do sujeito em utilizar e processar as informações que recebem do meio mostarndo-se incapaz de compreender, ler, escrever, reunir, ordenar, classificar, abstrair etc…
    A multidisciplinaridade de olhares permite que a família se integre modificando as atitudes frente as dificuldades de aprendizagem de qualquer pessoa.
    A psicopedagogia também permeia nas relações estabelecidas dentro da escola e influenciando na satisfação pessoal e profissional dos educadores, dos educandos e das famílias

    Curtir

  8. O Psicopedagogo é um profissional importante dentro da escola,seu foco principal é investigar as causas do fracasso escolar nas crianças. Cabe a ele o estudo e o conhecimento das atribuições que lhe são auferidas. Para isso o Psicopedagogo precisa ter embasamento teórico , conhecer os termos , as definições e seus significados. O profissional deve caminhar lado a lado com os professores na identificação dos distúrbios e dificuldades de aprendizagem que se manifestam na criança de diversas maneiras na escrita, na leitura,nas habilidades matemática ou no comportamento agressivo ou apático e na interação com os colegas e professores. Essas manifestações podem ser oriundas de uma patologia ou de interferência do ambiente onde a criança está inserida.
    Ao detectar o problema, o Psicopedagogo deve fazer os encaminhamentos necessários aos profissionais habilitados a cuidar de cada caso. Essa detecção deve ser feita com precisão utilizando testes apropriados a fim de evitar diagnóstico equivocados. Se o indivíduo receber os cuidados e as intervenções necessárias, seu desempenho escolar e sua qualidade de vida serão aprimorados.

    Curtir

  9. Boa Noite! Profª. Bárbara Coelho

    Enviei-te ontem a minha contribuição 09.05.2013 mais não estou visualizando o meu questionamento, portanto estou enviando novamente.
    Sabemos que o processo de aprendizagem tem sido cada vez mais diagnosticado como problemático e caótico, e a responsabilidade tem recaído em quem ensina. O psicopedagogo pode contribuir muito ao detectar na escola como esse aluno se comporta, promovendo intervenção e métodos pedagógicos para um trabalho junto com o professor, família e profissionais, promovendo um crescimento mais eficiente com esse educando.

    Meu e-mail. nanda1611@hotmail.com

    Curtir

  10. Uma conclusão prévia que já nos atrevemos a traçar é de que não é prudente inserirmos todas as crianças com distúrbio de aprendizagem num mesmo grupo. Para melhor distinção entre os distúrbios de aprendizagem, é evidente que devemos tomar como base as manifestações mais evidentes que produzem impacto no desempenho da criança. Há pelo menos dois grupos que se distinguem pelo quadro que apresentam.

    Curtir

  11. O Psicopedagogo deve fazer análises para orientar e prevenir os educadores diante de tais situações, apontar novos nortes para poder facilitar as dificuldades de aprendizagem. O Psicopedagogo deve contribuir de forma esperada pelo professor, ele fará intervenções do princípio da história da criança no seu ambiente familiar, observar os fatores econômicos , sociais e culturais. É neccessário essa intervenção psicopedagógica para que o aluno possa superar suas dificuldades na aprendizagem.

    Curtir

  12. A contribuição do psicopedagogo na identificação dos distúrbios de aprendizagem na escola é de fundamental importância, pois ao fazer o diagnóstico correto do problema pode dar um encaminhamento adequado para o tratamento, evitando assim que o problema não se resolva e/ou se “arraste” ao longo do processo educacional. Viabilizando, então, o processo de ensino-aprendizagem do aluno na medida em que resolve os problemas de dificuldades de aprendizagem e orienta os casos de distúrbio para o especialista.

    Curtir

  13. O entendimento que eu tive sobre o assunto abrange os aspectos da aprendizagem é a aquisição de conhecimento ou especialização, faz-nos ignorar todo processo oculto existente no ato de aprender. Mudança permanente de comportamento, resultado de exposição a condições do meio ambiente, Um processo evolutivo e constante, que implica uma sequência de modificações observáveis e reais no comportamento do indivíduo, de forma global bio- motora, e do meio que o rodeia, onde esse processo se traduz pelo aparecimento de formas realmente novas compromissadas com o comportamento.
    Na visão neurológica como em diversas correntes psicológicas, a aprendizagem, apresenta pontos comuns e com significados intrínsecos, que convergem para o fato de que tudo aquilo que se sabe, o homem deve aprendê-lo, porém, é na escola que há um vínculo integrativo da sociedade, cuja principal forma de ação é sobre o indivíduo em seu desenvolvimento global, direta e abrangente, visando maior possibilidade de renovação e liberdade.
    O aprendiz é concebido como um manipulador inteligente e flexível que busca a informação e trata de organizá-la, integrá-la, armazená-la e recuperá-la, de forma ativa e ajustada as estruturas cognitivas de que dispõe internamente.
    Prestar atenção, compreender, aceitar, reter, transferir e agir são alguns dos componentes principais da aprendizagem. Todavia, se isso não ocorrer, com o aprendiz, implica que há nessa criança um Distúrbio de Aprendizagem.

    Curtir

  14. Vimos nos estudos em sala que, a psicopedagogia promove análise profunda dos problemas da realidade escolar e interpreta os fatores que levam o educando a ter dificuldades para aprender. Sendo assim, o objetivo principal da psicopedagogia é resgatar uma visão global além de identificar as causas, verifica a origem das diversas manifestações dos DA. Dessa maneira, as contribuições do psicopedagogo vão desde saber detectá-los com propriedade, conhecer os termos, as definições e principalmente seus significados. Justamente para não haver visões distorcidas ou até mesmo carregadas de preconceitos.
    De suma importância se faz, a atuação do psicopedagogo em uma equipe interdisciplinar para poder apoiar os professores nessa identificação das dificuldades e distúrbios de aprendizagens. Bem como, fazer o seu devido encaminhamento ao profissional especialista.
    O psicopedagogo deve também, levar em consideração o devido apoio e orientação a família do educando. Pois, de acordo com Soares\2006 precisamos reconhecer que o processo ensino-aprendizagem é construído sociointeracionalmente. Dessa forma, também concordamos com Novaes\1986 que, a criança ao ingressar na escola já teve experiências vivenciadas em diversas situações e suas reações também terão relação com suas vivências pessoais e conhecimentos prévios que deverão ser considerados.
    (lauryanna@hotmail.com)

    Curtir

  15. Olá profª Barbara segue minha contribuição.
    Beijos!
    Grazile da silva
    Os distúrbios de aprendizagem é como perturbação no ato de aprender isso é uma modificação dos padrões de aquisição. Portanto o psicopedagogo deve analizar esse aluno juntamente com o professor para então colocar em prática as intervenções necessárias para estimular a aprendizagem, trazendo o mesmo para a realidade de sua turma.

    Curtir

  16. No decorrer dos anos podemos perceber a evolução da educação brasileira, principalmente no que tange à percepção das dificuldades de aprendizagem dos alunos. Desta forma a psicopedagogia nasce com o objetivo de atender a estas demandas, que são identificadas como distúrbios de aprendizagem. Tentando resgatar o individuo para o ambiente escolar superando suas dificuldades que podem ser de origens distintas como: emocional, social, intelectual e física.
    As dificuldades de aprendizagem envolvem o sujeito que apresenta comportamentos diversificados que fazem com que o aluno tenha uma queda no rendimento escolar, isto afeta tanto a autoestima dos próprios alunos, quanto da sua família e do próprio professor.
    Para auxiliar no processo de identificação e condução dos distúrbios de aprendizagem faz-se necessário um diagnóstico psicopedagógico, ou seja, uma investigação das dificuldades do aluno para atingir uma conduta esperada. Em outras palavras, o psicopedagogo deverá esclarecer o que está motivando o fato do aluno não aprender, ou até mesmo aprender lentamente.
    Para auxiliar neste processo o psicopedagogo precisa do auxilio do professor e da família, visto que são os que estão diretamente ligados ao sujeito da investigação e o psicopedagogo servirá como mediador entre a educação e a interpretação da vida do sujeito não só na instituição, mas também na família, pois de certa forma algumas das reações comportamentais estão relacionadas às dificuldades de aprendizagem.
    A Psicopedagogia surgiu de uma necessidade de compreender o processo de aprendizagem, e historicamente ela surge na fronteira entre a Pedagogia e a Psicologia, a partir das necessidades de atendimento de crianças com distúrbios de aprendizagem, consideradas inaptas dentro do sistema educacional convencional. Ocupa-se da aprendizagem humana e está estruturando-se e situando-se para evoluir através de recursos diversos, pois a psicopedagogia está embasada em diversas teorias , devido à complexidade do seu objeto de estudo.Por exemplo: a psicanálise, a psicologia social, a epistemologia, a psicologia genética e a linguística, incidem sobre o seu objeto de estudo.
    Como a Psicopedagogia domina a patologia e etiologia dos problemas de aprendizagem, é possível que esta contribua para sua compreensão, buscando esclarecer os sintomas relatados pelas educadoras.
    Cabe ao psicopedagogo saber como o sujeito que aprende transforma-se em suas várias etapas da vida, quais os recursos de conhecimento de que dispõe, como produz conhecimento e como aprende. Tal informação incidirá nos meios necessários para suscitar o progresso e o sucesso dos alunos que apresentam sintomas do “não-aprender”.
    Cabe ao psicopedagogo atuar no trabalho de forma preventiva colhendo informações do professor, para poder investigar as causas e o que precisará mudar ver de que forma deve-se atuar para auxiliar o aluno diante das dificuldades de aprendizagem. Seu papel é analisar, verificar quais fatores estão interferindo e prejudicando a aprendizagem do aluno. O psicopedagogo fará intervenções do princípio da história do aluno, buscando analisar seu ambiente familiar e a instituição escolar, é importante para aprendizagem a análise dos fatores socioeconômicos, culturais, ambiente escolar e familiar. No que se refere ao ambiente escolar deve-se considerar também a importância para a superação das dificuldades de aprendizagem os alunos devem ter professores preparados, motivados com métodos de ensino e material didático adequado.
    O psicopedagogo pode criar intervenções pedagógicas juntamente com o corpo docente da escola, visando auxiliar o aluno para superar os distúrbios de aprendizagem levando em consideração a análise de cada caso.
    Conclui-se que, hoje o psicopedagogo é um profissional que aliado a equipe pedagógica ( coordenador, professor e gestão) pode auxiliar e orientar os profissionais que lidam com alunos com distúrbios de aprendizagem e também com a família destes alunos. Lembrando que a superação destes distúrbios de aprendizagem não pode ser pensada apenas sob a ótica escolar, mas também social.

    Curtir

  17. O PSICOPEDAGOGO EXERCE UMA FUNÇÃO PRIMORDIAL NA EDUCAÇÃO, SENDO ELE APTO PARA INVESTIGAR POSSIVEIS DISTURBIOS DE APRENDIZAGEM, ESTE QUANDO SURGE A IPOTESE COM ANTECEDENCIA O CASO PODE SER ANALIZADO E DIRECIONADO OU ENCAMINHANDO PARA CUIDADOS. NÃO DEVEMOS ESQUECER QUE O PSICO PEDAGOGO AO INVESTIGAR REALIZAR A INVESTIGAÇÃO PRECISA DEFINIR A CAUSA GERADORA: FAMILIA ESCOLA OU PROFESSOR E FORNECER POSSIVEIS AJUDAS PARA OS PROFESSORES A LHE DAREM COM ESSAS CRIANÇAS COM DISTURBIOS DE APRENDIZAGEM EVITANDO EXCLUIR O ALUNO.

    Curtir

  18. A aprendizagem é um processo extremamente complexo, cujo os limites ultrapassam a sala de aula, nesse sentido o psicopedagogo, como um investigador além de acompanhar o processo deve detectar as manifestações de distúrbios de aprendizagem. Geralmente a partir da da indicação do professor o psicopedagogo investiga, aspectos diversos dentro e fora da sala de aula (família, escola e ser) para detectar e definir qual a melhor maneira de intervenção ou se é necessário realizar encaminhamentos.

    Curtir

  19. Complemento: Ana Maria Alves Ramos é aluna da FAAC do curso de Inclusão na aprendizagem. Cursou no dia 4 de maio como reposição.

    Curtir

  20. A psicopedagogia é uma área do conhecimento que se dedica ao estudo do processo de aprendizagem e como os diversos elementos envolvidos nesse processo podem facilitar ou prejudicar o seu desenvolvimento. O psicopedagogo realiza o trabalho de prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas de aprendizado escolar. O psicopedagogo irá detectar a origem do distúrbio e mediar a possível solução. É importante ressaltar que as origens dos distúrbios são de ordem intrínseca ao sujeito provocando dificuldades na aprendizagem. O psicopedagogo ao desvelar o distúrbio irá indicar estratégias que facilitem a aprendizagem.

    Curtir

  21. Para contribuir na identificação de distúrbios de aprendizagem no ambiente escolar, o psicopedagogo deve observar e avaliar a tríade, ensino aprendizagem da escola, a família e o sujeito. Assumindo um caráter preventivo no sentido de proporcionar competências e habilidades a fim de solucionar problemas, técnicos, sociais e outros, juntamente com a colaboração dos professores e demais profissionais que forem necessários, visando uma inserção psicopedagógica que auxilie no processo de inclusão do aluno no ambiente escolar,social e familiar.

    Obs: Se possível encaminhe o material da sua aula do dia 04/05/13, para o e-mail: luanfj@Yahoo.com.br

    Atenciosamente.
    Luis.

    Curtir

  22. O psicopedagogo auxilia na investigacão de todo processo de aprendizagem,identificando, lidando e entendendo esses distúrbios. Ele precisa saber detectar, fazendo encaminhamentos necessarios e buscando fatores que possam estar influenciando no fracasso eacolar do educando.

    Curtir

  23. O psicopedagogo ao detectar que um aluno apresenta um distúrbio de aprendizagem, necessita ter conhecimento suficiente na área de educação para que possa identificar a especificidade do problema, evitando diagnósticos errôneos,. Estando ciente da natureza do distúrbio o profissional através de testes identificará se trata de discalculia, dislexia, TDAH entre outras,a partir do resultado saberá para qual profissional especialista encaminhar o educando.O psicopedagogo precisa apoiar, informar, orientar pais e professores sobre como lidar com situações de conflitos que possam ocorrer entre eles como também sobre a importância do tratamento do aluno e ou familiares quando necessário, para que juntos superem tais conflitos melhorando consequentemente o nível de aprendizagem.

    Obs: Boa noite Professora Bárbara favor enviar os materiais da aula sobre Distúrbios de aprendizagem do dia 04/05/13
    obrigada Valdeci

    Curtir

  24. O Psicopedagogo que avalia a situação do aluno no contexto escolar, deve levar em consideração a influência de fatores externos e internos sobre o aprendiz, e neste processo o professor, a escola e a família devem estar envolvidos. O profissional também necessita ampliar a sua visão para alêm do momento em que se encontra, que requer responsabilidade de sua atuação psicopedagógica, já que o diagnóstico sempre se encontra vinculado ao âmbito clínico, institucional e familiar. Sendo necessário mudanças e transformações das metodologias pedagógicas, institucionais e familiares.
    Portanto, é necessário estruturar ações, estratégias e intervenções psicopedagógicas que contribuam como solução para diminuir os problemas do aluno, que é sujeito de transformação e de aquisição de aprendizagens.

    Curtir

  25. Acredito que a partir de uma abordagem multidimensional que observe fatores orgânicos,cognitivos,afetivos,sociais e pedagógicos, percebidos dentro das articulações sociais, pode sim acontecer uma larga contribuição por parte da psicopedagogia para a intervenção e habilitação do individuo no processo da aprendizagem.

    Curtir

  26. O Psicopedagogo para conferir a identificação dos distúrbios de aprendizagem,deve construir estratégias junto aos professores, aprendentes para o desempenho das intervenções psicopedagógicas.Buscando formação especializada para a intervenção apropriada que viabilize a inclusão dos alunos no ambiente escolar e social, sem descartar a participação da familia como colaboradores nesse processo.

    Curtir

  27. Profª. Barbara

    É para responder só essa questão? Tem quantidade de laudas? E a pergunda que você assinou não será mais necessário?

    Curtir

  28. Boa tarde Barbara,
    Gostaria que vc mandasse o material da aula de hoje 04/05/13 do curso de pedagogia institucional/março na FAAC. Vasco da Gama

    Curtir

  29. Prof. Bárbara Coelho (Fundamentos da Educação Inclusiva)

    Boa tarde

    Conforme sua orientação em classe, solicito o envio do material pertinente à aula ministrada em 23.03.2013 na FAAC – Vasco da gama para o e-mail ambarfbb@yahoo.com.br.

    Grato,

    Américo

    Curtir

(PEÇA O SEU MÓDULO ou CERTIFICADO DO CONCITEC) Deixe seu recado (indique o que achou do curso, dúvidas ou sugestões caso haja um novo encontro): Responderei seu comentario, obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s