TIC Arquivística

TIC Arquivística_Barbara Coelho

ICIA13 Tecnologias da Informação Arquivística

Profa. Dra. Barbara Coelho

Espaço de interação e discussão para disciplina Tecnologia da Informação Arquivística.

MÓDULO TIPO E-BOOK: Clique aqui

WIKIS DESENVOLVIDOS PELOS ALUNOS DO CURSO:

 

Unidade 1 – CONTEXTUALIZAÇÃO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SOCIEDADE

 

Aula 1Apresentação

Apresentação da disciplina e da profa. Barbara Coelho.


 

Aula 2Conceitos e definições de Tecnologia

Exposição em classe. Slides e exemplos.


 

Aula 3 – Evolução dos Computadores e  Internet (3 de novembro)

Video para Aula 3:

 

 

 

 


 

Aula 4 – Avanços tecnológicos e mudanças na sociedade (10 de novembro)

Texto norteador da aula:

http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R1533-1.pdf

Podcast Café Brasil:

PODCAST Café Brasil – 234 – Evolução.com – http://www.portalcafebrasil.com.br/podcasts/evolucaocom/

 


 

Aula 5 – Textos para leitura extraclasse e elaboração de atividade (em 17 de novembro)

Esta aula terá reposição devido à participação da professora nos Congressos MEDINFOR, EDICIC e ISKO.

ATIVIDADE PARA SER ENTREGUE NA SECRETARIA DO ICI EM 

  1. Escolha um dos textos a seguir para leitura;

 

2. Produza uma resenha do texto escolhido;

3. Entregar na Secretaria do ICI no dia 24 de novembro.

 


 

Unidade II – TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

 

Aula 6 – Softwares: proprietário e livre – extraclasse (em 24 de novembro)

Nesta aula irei apresentar o conteúdo sobre Ética Hacker e Software Livre. Os slides e a exposição ficará disponível no YouTube.

 

 

Texto para leitura e fichamento: Informação, trabalho e dinheiro: a felicidade está em si fazer o que se gosta.

O fichamento deste texto deverá ser entregue no dia 01 de dezembro.


 

Aula 7 – Continuação da Aula sobre Software Livre e Software Proprietário (em 01 de dezembro). 

Texto de referência: Tecnologia Digital para Bibliotecas e Artigos.

Texto da aula: Automação de Unidades de Informação Arquivística: o Modelo Alternativo do Software Livre

 PLANO DA AULA:

  • PODCAST
  • EXPOSIÇÃO SOFTWARE LIVRE
  • EXPOSIÇÃO SOFTWARE LIVRE X SOFTWARE PROPRIETÁRIO
  • LABORATÓRIO (PESQUISAR SOFTWARES PARA GESTÃO DE ARQUIVOS – LIVRES E PROPRIETÁRIOS).

 

Aula 8 – Feriado em 08-12-2017 (ICI FECHADO)

Atividade:

Leitura do texto – Texto da aula: Automação de Unidades de Informação Arquivística: o Modelo Alternativo do Software Livre

Fazer um fichamento do texto para entregar na próxima aula.

 


 

Aula 9 – Software para automação de unidades de informação (em 15-12-2017)

 PLANO DA AULA:

  • EXPOSIÇÃO SOFTWARE LIVRE X SOFTWARE PROPRIETÁRIO PARA UNIDADES DE INFORMAÇÃO
    • Links para os tipos de Licença:

Creative Communs

Copyleft

Copyright

  • VÍDEO
  • LABORATÓRIO (PESQUISAR SOFTWARES PARA GESTÃO DE ARQUIVOS – LIVRES E PROPRIETÁRIOS).

Atividade em classe:

  1. Entrega do  Fichamento solicitado na aula anterior.
  2. Desenvolver um mapeamento dos softwares livres e privados para arquivos;
  3. Criar um mapa mental dos softwares encontrados seguindo o seguinte esquema:
    • Livres
    • Proprietários
    • Pagos
    • Grátis

Link para fazer o mapa mental on-line

COGGLE (grátis)

  • Também online
  • Permite mais de uma pessoa trabalhar no mesmo mapa mental
  • Acesso: http://coggle.it/

mind.map1_

 


 

Unidade III – TECNOLOGIAS APLICADAS A ARQUIVOS

 

Aula 10 – Analise e avaliação de software para arquivos (22 de dez 2017)

  • 1a Parte – Exposição da profa. Barbara Coelho
  • 2a Parte – Laboratório: Os discentes avaliam alguns softwares, indicados pela profa. Barbara, e apresentam os resultados da avaliação.

TEXTO REFERÊNCIA:

Texto 1 (Livro) – Avaliação de softwares para Bibliotecas e Arquivos

Texto 2 (Artigo) – A classificação e a avaliação de documentos: análise de sua aplicação em um sistema de gestão de documentos arquivísticos digitais

Assista o vídeo Testes de Software:

 


 

Aula 11 – Analise e avaliação de software para arquivos (12 de jan 2018)

Conteúdo da aula:

1a PARTE DA AULA: 

Exposição da profa. Barbara sobre Rede Cariniana

 

2a PARTE DA AULA: 

Apresentar os mapas mentais dos softwares de gestão de arquivos (Vale 0,5 ponto).

 

3a PARTE DA AULA: 

Pesquisa dos discentes sobre:

  • Software para digitalização de acervos
  • Software para processamento de imagem
  • Software para criação de home-page
  • Software para implementação de Repositórios e Bibliotecas Virtuais.

EXERCÍCIO EXTRACLASSE (Vale 0,5 ponto):

Postar no espaço de comentário os softwares que encontraram na pesquisa realizada.

Texto referência para a próxima aula:

Leitura obrigatória:

Preservación digital distribuida: lecciones de experiencias internacionales


Aula 12 – Sistemas de gerenciamento de arquivos e Arquitetura Abertas e Fechadas  (19 de jan 2018)

Conteúdo da aula:

1a PARTE DA AULA: 

Apresentação (Seminário) dos Discentes:

  • Software para digitalização de acervos
  • Software para processamento de imagem
  • Software para criação de home-page
  • Software para implementação de Repositórios e Bibliotecas Virtuais.

 

2a PARTE DA AULA: 

Exposição da Profa. Barbara Coelho sobre Arquitetura de Software Aberta e Fechada.

Dentro do novo perfil profissional que delineia-se nessa área, dispõe de três tipos básicos de software:

1. sistemas de gerenciamento de arquivos e bibliotecas;

2. sistemas de gerenciamento de base de dados documentais e bibliográficos;

3. sistemas de gerenciamento de banco de dados.

TEXTO REFERÊNCIA:

Softwares para automação de bibliotecas e centros de documentação na literatura brasileira até 1998

 

3a PARTE DA AULA: 

Inicio da confecção do objeto em Wiki.

Banco de dados em Wiki (exemplo).

 

MATERIAL PARA CONSULTA:

Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística – DIBRATE

 

 

Aula 13 – Compatibilização de dados de software para automação de arquivos  (26 de jan 2018)

Conteúdo da aula:

1a PARTE DA AULA: 

Lista de softwares de preservação digital:

 

NOME DESCRIÇÃO LINK
7zip Compressão de arquivos http://www.7-zip.org/
ACE (Audit Control Environment) Execução do controle de integridade de armazenamento https://wiki.umiacs.umd.edu/adapt/index.php/Ace:Main
Acronis True Image Realização de backup http://www.acronis.com/en-us/personal/computer-backup/
Amazon Glacier Armazenamento em nuvem https://aws.amazon.com/pt/glacier/
Archive-it Captura de páginas Web https://archive-it.org/
Archivematica Sistemas de preservação digital integrais https://www.archivematica.org/en/
Autopsy The Sleuth Kit Analise forense http://www.sleuthkit.org/autopsy/
BagIt Transfer Utilities Geração de pacotes para envio https://www.statearchivists.org/resource-center/resource-library/bag-it-transfer-utility/
BitCurator Analise forense http://www.bitcurator.net/
Checksum Checker Execução de funções hash criptográficas http://checksumchecker.sourceforge.net/
Cobian Backup  Realização de backup http://www.cobiansoft.com/index.htm
DAITTS Sistemas de preservação digital integrais+A1:C63 https://daitss.fcla.edu/
Data Asset Framework Planejamento e o gerenciando dos arquivos de preservação http://www.data-audit.eu/
Digital Preservation Software Platform (DPSP) Sistemas de preservação digital integrais http://dpsp.sourceforge.net/
DMPTool Planejamento e o gerenciando dos arquivos de preservação http://library.stanford.edu/research/data-management-services/data-management-plans/dmptool
DPBCT (Digital Preservation Business Case Toolkit) Planejamento e o gerenciando dos arquivos de preservação http://coptr.digipres.org/DPBCT_(Digital_Preservation_Business_Case_Toolkit
Dropbox Armazenamento em nuvem https://www.dropbox.com/business
Duracloud Sistemas de preservação digital integrais https://www.tdl.org/duracloud/
Emulation Framework (EF) Emuladores http://emuframework.sourceforge.net/
Encase Forensic Analise forense https://www.guidancesoftware.com/
Exiftool Analise forense http://www.sno.phy.queensu.ca/~phil/exiftool/ancient_history.html
FF mpeg Consolidação da migração de formatos https://ffmpeg.org/
File Information Tool Set (FITS) Identificação e avaliação de formatos de arquivo  http://projects.iq.harvard.edu/fits/home
Filezila Compressão de arquivos http://filezilla-project.org/
Fixity Execução de funções hash criptográficas http://www.nirsoft.net/utils/hash_my_files.html
fsum Execução de funções hash criptográficas http://www.slavasoft.com/fsum/
FTK (Forensic Toolkit) Analise forense http://accessdata.com/solutions/digital-forensics/forensic-toolkit-ftk
HashMyFiles Execução de funções hash criptográficas http://www.nirsoft.net/utils/hash_my_files.html
HashX Execução de funções hash criptográficas: https://www.digitalvolcano.co.uk/hash.html
Heritrix Captura de páginas Web http://crawler.archive.org/index.html
HTTrack Captura de páginas Web https://www.httrack.com/
ImageMagick Consolidação da migração de formatos http://www.imagemagick.org/script/index.php
IrfanView Consolidação da migração de formatos http://www.irfanview.com/
JHOVE Identificação e avaliação de formatos de arquivo http://openpreservation.org/technology/products/jhove/
LOCKSS Sistemas de preservação digital integrais https://www.lockss.org/
Manifest Maker Geração de pacotes para envio http://manifestmaker.sourceforge.net/
md5sum Execução de funções hash criptográficas  http://www.hardware.com.br/termos/md5sum
md5summer Execução de funções hash criptográficas+A1:C63 http://www.md5summer.org/download.html
Metadata Extraction Tool Geração e captura de metadados: http://meta-extractor.sourceforge.net/
MIXED (Migration to Intermediate XML for Electronic Data) Conversão de arquivos de dados em arquivos preserváveis no formato XML http://www.dcc.ac.uk/resources/external/mixed-migration-intermediate-xml-electronic-data
NARA File Analyzer and Metadata Harvester Geração e captura de metadados https://narations.blogs.archives.gov/
NDSA Levels of Digital Preservation Geração e captura de metadados http://ndsa.org/activities/levels-of-digital-preservation/
Nestor 2 Auditoria em preservação digital http://www.dlib.org/dlib/april04/dobratz/04dobratz.html
NLNZ metadata extractor Geração e captura de metadados http://www.dcc.ac.uk/resources/external/nlnz-metadata-extraction-tool
OpenDataForge Padronização de arquivos para formatos preserváveis ou formatos abertos para a preservação http://www.dcc.ac.uk/resources/external/opendataforge
Preservica Sistemas de preservação digital integrais http://preservica.com/
RackSpace Armazenamento em nuvem https://www.rackspace.com/pt-br
RODA Sistemas de preservação digital integrais http://www.roda-community.org/
SAFE Archive Audit System Execução do controle de integridade de armazenamento http://www.safearchive.org/
SIARD Captura de base de dados http://www.digitalpreservation.gov/formats/fdd/fdd000426.shtml
SyscBack Realização de backup http://www.2brightsparks.com/syncback/syncback-hub.html
Teracopy Realização de backup http://www.codesector.com/teracopy
Tika Geração e captura de metadados http://tika.apache.org/
Virtual Box Emuladores https://www.virtualbox.org/
VMware Emuladores http://www.vmware.com/br.html
Web Curator Tool (WCT) Captura de páginas Web http://webcurator.sourceforge.net/
WebCopier Captura de páginas Web http://www.maximumsoft.com/downloads/
Windows Azure Armazenamento em nuvem https://azure.microsoft.com/pt-br/
Winrar Compressão de arquivos http://www.win-rar.com
Winzip Compressão de arquivos http://www.winzip.com/win/en/index.htm
XENA da National Archives of Australia Padronização de arquivos para formatos preserváveis ou formatos abertos para a preservação http://xena.sourceforge.net/
XnView Consolidação da migração de formatos http://www.xnview.com/en/

Fonte: Rede Cariniana.


 

2a PARTE DA AULA: 

Sessão TIC Pipoca – Manuel Castells – A Sociedade em Rede.

Exposição de Barbara – Inclusão Digital – Livro Tecnologia e Mediação.

 


3a PARTE DA AULA: 

Configuração do objeto em Wiki.

Criação de imagens: https://www.gimp.org

 

 

Aula 14 – Compatibilização de dados de software para automação de arquivos  (02 de fev 2018)

 

AVISO:

NESTE DIA (02-02-2018) NÃO TEREMOS AULA PRESENCIAL PORQUE O INSTITUTO ESTARÁ INTERDITADO. Entretanto, vocês terão as seguintes atividades para desenvolver e entregar no dia 16 de fevereiro:

  • Leitura do livro Implantação e Gestão de Repositórios Institucionais;
  • Escolha um capítulo e produza um fichamento;
  • Entregar impresso na data (16-02);
  • Fazer ajustes no Projeto Softwares para Arquivos no WIKI.

 

 

Conteúdo da aula:

Texto referência da Aula:

LIVRO:

Implantação e gestão de repositórios institucionais

 

1a PARTE DA AULA: 

SISTEMAS COMPUTACIONAIS_Barbara Coelho

 

2a PARTE DA AULA: 

Continuação da configuração do Projeto Softwares para Arquivos no WIKI.



 

Unidade IV – INFORMATIZAÇÃO DE ARQUIVOS

 

Aula 15 – Compatibilização de dados de software para automação de arquivos  (16 de fev 2018)

 

Atividades:

  • Entrega dos fichamentos sobre (Implementação e gestão de repositórios institucionais);
  • Exposição da profa Barbara Coelho sobre:
    • Repositórios;
    • Informatização e automação de Arquivos; e
    • Tendências das tecnologias aplicadas a arquivos.

 

  • Aula prática:
    • Vídeo e discussão;
    • Ajustes do projeto e do objeto digital na plataforma WIKI.

 

O QUE PRECISA CONTER EM UM PROJETO DE SISTEMAS INFORMATIZADOS PARA GESTÃO DE ARQUIVOS

  • ASPECTOS CONSIDERADOS COM RELAÇÃO AO BANCO DE DADOS:

1) Bancos de dados (desenvolvidos pela organização usuária versus programas prontos oferecidos pelo mercado);

2) A escolha da plataforma (Oracle, MySQL, Access, SQL Server, Winisis/CDS/ISIS, etc.).

OBS: No caso da escolha de programas e equipamentos, é fundamental realizá-la em parceria com o profissional de tecnologia responsável, levando sempre em conta a estrutura de tecnologia existente.

3) Opção por bancos locais ou bancos on line:
Mesmo que não exista necessidade imediata de um banco em rede e de acesso remoto, é interessante optar por plataforma que permita essa expansão de forma estruturada e segura.

  • ASPECTOS CONSIDERADOS COM RELAÇÃO AO SOFTWARE E HARDWARE:

4) Softwares livres:
É sem dúvida a melhor opção para projetos com pouca verba (a curto, médio e longo prazo). No entanto, é necessário atentar para o número de usuários e desenvolvedores em atividade (atualmente o MySQL é o mais disseminado de todos).

5) Contratação de serviços de programação:
Para uma contratação adequada é fundamental conhecer o mercado, suas tendências e o produto/serviço que está sendo oferecido.

6) Equipamentos:
O equipamento e a estrutura de hardware devem ser sempre adequados ao projeto (ou o contrário no caso da inexistência de verba para tal). O foco deve ser na robustez, flexibilidade, garantia e expansibilidade (capacidade de upgrade) dos equipamentos.

7) Avaliação de demandas reais e ideais do projeto:
É fundamental estruturar um projeto focado na demanda real existente. Planejar expansões e ferramentas para aplicações futuras é indicado, mas estas devem ser traçadas com objetividade para não saírem do controle. Projetar sempre um sistema do tamanho do seu problema/demanda, pensando na integração com soluções de tecnologia da informação já existentes na organização.

8) Segurança:
A fragilidade e a dependência das mídias e formatos digitais envolvem inúmeros fatores (nem sempre controláveis) e exigem enormes cuidados para a manutenção de sistemas informatizados.

9) Estrutura geral do banco de dados:
A definição da estrutura deve ser pensada de acordo com a funcionalidade proposta para o sistema.

10) Necessidades estruturais específicas:
O sistema informatizado de descrição arquivística possui necessidades estruturais únicas que devem ser contempladas e abordadas desde o início de seu projeto.

11) Visualização de planilha:
É preciso manter sempre uma ferramenta que possibilite o acesso à uma ou mais planilhas de registro no banco de dados.

12) Desenho de fichas de registro (flexibilidade X padronização):
A escolha do sistema de fichas de registro para a descrição deve contemplar diversos níveis de forma integrada e inter-relacionada (Fundo, Grupo, Subgrupos, Série e Documento).

13) Ferramentas de busca e relatórios de pesquisa:
Devem atender à vasta maioria das demandas de recuperação de documentos e informações, tanto externas quanto internas.

Elaborado com base em Bevilacqua (2010).

 

AUTOMAÇÃO (vs) INFORMATIZAÇÃO

Automação vs Informatização

FONTE: Barbara Coelho

 

  • Tendências das tecnologias aplicadas a arquivos:

    • Curadoria Digital

Ver o artigo:

Curadoria digital e preservação digital: cruzamentos conceituais

 

  • Computação cognitiva

Ver o artigo:

COMPUTAÇÃO COGNITIVA: NOVAS PERSPECTIVA PARA A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

Por BARBARA COELHO publicado na Coluna TIC no INFOhome.

 

 

 


Aula 16 – Revisão  (20 de fev 2018 das 14:00 às 16:00h)

Local: Sala 1 ou Sala 4

 


Aula 17 – Verificação de aprendizagem  (23 de fev 2018)

Local: Sala 4.

 

 

 

 

Anúncios

7 pensamentos sobre “TIC Arquivística

  1. SOFTWARES PARA PROCESSAMENTO DE IMAGEM
    Equipe: Beatriz Rangel, Yuri Magnum e Lindaura Santos

    Encontramos uma diversidade de áreas nos softwares, sendo a maioria de processamento de imagens aéreas. Mas foi possível notar os softwares dedicados a objetos digitalizados. Dividimos a lista em algumas categorias para a melhor compreensão.

    PROCESSAMENTO DE IMAGEM
    ABBYY FineReader – Permite capturar conteúdo através de imagem e o transforma em formatos de texto.
    SE Capture – Captura de conteúdo diretamente do documento a partir de um scanner. Busca facilitar a captura, processamento, validação e gerenciamento de conteúdo.
    Menci APS – Possui possibilidades maiores de exportação do produto final.
    Pix4D – Processamento de imagens de terreno, permitindo a separação de bandas para gerar mapas e exportação de nuvens de pontos.
    Microsoft Ice – Processamento de imagens aéreas sem possibilidade de modelo digital de superfície e exportação nuvens de pontos.
    Adobe Photoshop – Oferece opções de diminuição de danos e possíveis modificações estruturais nas imagens. Tem uma ampla gama de efeitos e possibilidade de edição, também para imagens digitalizadas. Possui diversas possibilidades de exportação.

    PROCESSAMENTO DE IMAGEM 3D
    Acute3D – Processamento de imagens aéreas e 3D
    Agisoft Phostoscan (3D) – Gera modelos 3D a partir de imagens capturadas de diferentes perspectivas.
    Bentley Descartes – Processamento avançado de imagens 3D, com possibilidade de modelagem de terrenos.
    Drone2Map – Transformação de imagens aéreas de drones em formato 3D

    PROCESSAMENTO DE IMAGEM DE SATÉLITE
    LEOWorks – Processa imagens de satélite e possibilita a correção geométrica, seleção de imagens e classificação.
    ArcExplorer – Utilizado para visualizar camadas de Sistemas de Informação Geográficos (GIS).

    PROCESSAMENTO DE IMAGENS DE DRONES/ IMAGENS ÁEREAS
    PIX4D MAPPER PRO – Destinado ao processamento de imagens do nicho de agricultura de precisão, mineração, construção civil, meio ambiente, entre outros. É mais sofisticado e possui possibilidade de exportação de nuvens de pontos.
    Trimble UAS Master – Permite operar projetos de topografia, volumetria, oferecendo a função de manipulação de nuvem de pontos.

    SOFTWARE DE MAQUÍNA ESPECÍFICA
    DXP 3- Processa imagens para serem impressas em vidro, depois de convertida no formato exigido pela máquina Dip Tech.
    Horus – Oferece de maneira paga medições, adição de pontos de controle, geração de malha de nuvem de pontos, entre outras. Próprio para drones da Horus Aeronaves.

    Curtir

  2. SOFTWARES LIVRES PARA ARQUIVOS – Responsáveis: Lais Farias, Paulo Lessa, e Genivaldo Pereira.

    SOFTWARE PAGO (COMÉRCIAL) PARA ARQUIVOS – Bianca Magalhães e Jessica Malta.

    SOFTWARE GRATIS PARA ARQUIVOS – Responsáveis: Barbara Valverde, Roseli Leal e Carine Santos.

    SOFTWARE PROPRIETÁRIO PARA ARQUIVOS – Jony Silva, Luciana Dias e Alexandrino.

    .

    Curtir

  3. SOFTWARES LIVRES PARA ARQUIVOS – Responsáveis: Beatriz Rangel, Lindalva Teixeira, Iuri Magno;

    SOFTWARE GRATIS PARA ARQUIVOS – Responsáveis: Leandro Lopes, Daniele Nascimento e Bianca Nunes.

    SOFTWARE PROPRIETÁRIO PARA ARQUIVOS – Iure Amadeu, Carla Vasconcelos, Romário Penaforte.

    SOFTWARE PAGO (COMÉRCIAL) PARA ARQUIVOS – Ragel karossy, Edméa Viana, Sandra Torinho.

    Curtir

  4. Na pesquisa relacionada a Softwares para criação de home-page encontrei alguns softwares gratuitos e outros pagos.

    Dentre os softwares gratuitos podemos destacar os seguintes:

    Kompozer acessível pelo endereço http://kompozer.net (que está em inglês).
    NetBeans acessível pelo endereço http://netbeans.org
    Notepad acessível pelo endereço http://notepad-plus-plus.org
    Frontpage é um editor HTML da microsoft que pode ser baixado do site microsoft.com ou vir em uma versão mais completa do windows.

    Os editores de Homepages, em geral, exige algum conhecimento na linguagem HTML, linguagem utilizada para o desenvolvimento de páginas na web. No entanto existem aplicativos e até serviços na internet que auxiliam a criação de uma home page de forma simples, fácil e rápida. Alguns desses sites são gratuitos, porém possuem poucos recursos, outros cobram pelo serviço e oferecem mais recursos, tanto a nível de apresentação (interface) quanto a nível de recursos como criação de base de dados, contadores de acessos, entre outros.

    Curtir

(PEÇA O SEU MÓDULO ou CERTIFICADO DO CONCITEC) Deixe seu recado (indique o que achou do curso, dúvidas ou sugestões caso haja um novo encontro): Responderei seu comentario, obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s