8 Sinais para Avaliar suas Habilidades Interpessoais nas Mídias Sociais

Com base no best-seller de Dan Schawbel, criei este instrumento com o intuito de promover uma autoavaliação do nosso comportamento nas redes sociais digitais.

Existem instrumentos científicos e mais aprofundados a respeito (é claro), a exemplo do Meyers Briggs. Nesse artigo, a ideia é chamar atenção de forma rápida e fácil para sua habilidade interpessoal nas mídias sociais.

Cuidar das habilidades interpessoais não é uma ação restrita ao contexto presencial, e sim também do ambiente digital. Esse aspecto é essencial para o marketing digital.

Avalie suas Habilidades Interpessoais nas Mídias Sociais

Vamos fazer!

Seja sincero e sincera quando classificar os pontos de cada item a seguir:

figura mostra os pontos para fazer a autoavaliação interpessoal nas mídias sociais

Fonte: Barbara Coelho

 

 

Após somar o resultado, compare sua pontuação da seguinte forma:

  • Se teve mais de 45 pontos totais, você está muito bem nas redes sociais. Deve ter muitos amigos e se comunicar bastante, considerando aspectos éticos, escuta com atenção, demonstra reciprocidade e engajamento, responde os comentários, etc. Ou seja, entende que esses ambientes são locais dialógicos, de interação social e de trocas simbólicas.
  • Se seu total ficou entre 45 e 30 pontos totais, você deve encarar as mídias sociais de forma mais leve. Evite tantos pontos de vista. Procure escutar seus interlocutores, respeite as opiniões que transitam no ciberespaço (mesmo quando não concorda). Você tem um potencial interessante para negociar utilizando suas redes sociais nas mídias sociais digitais de sua escolha, só basta participar, ter um plano que otimize o seu tempo quando estiver conectado de forma ativa e observar mais.
  • Se você ficou abaixo de 30 pontos totais, então está na hora de acordar. A internet e as mídias sociais não são uma modinha. Trata-se do locus atual da humanidade. Então você precisa participar de forma consciente, pois você na mídia social não é diferente de você nos outros espaços de convívio social.

E ai, o que você achou?

Faça o seu teste e recomende aos seus amigos. Vale a pena saber como estamos nos portando na mídia social.

Deixe seu comentário; Se você disser quantos pontos fez eu falo os meus.

Um abraço,

Barbara Coelho

Mídias sociais digitais: potencializadoras das redes sociais nas bibliotecas

Mídias sociais digitais: potencializadoras das redes sociais nas bibliotecas

O que são Redes

Redes são estruturas abertas capazes de se expandir de forma ilimitada, integrando novos ‘nós’ desde que consigam se comunicar dentro da rede, ou seja, desde que compartilhem os mesmos códigos de comunicação. (CASTELL, 1999). A criação da World Wide Web, também conhecida como Web ou WWW ocorreu no dia 12 de março de 1989, por Tim Berners-Lee.

Redes sociais como potencial para Biblioteca

Redes sociais

As redes sociais são caracterizadas como conexões entre indivíduos que compartilham informações, independente de localização geográfica e física. O ser humano, naturalmente, vai criando suas redes sociais durante a vida. Essas redes são de diversos tipos, mas que compartilham informações gerando trocas sociais que fortalecem essas estruturas (RECUERO, 2009).

 

Potencial de Redes Sociais nas Bibliotecas

Vale salientar que o conceito ‘social’ sempre será mais relevante que o de ‘mídia’. As plataformas – como o Facebook, o YouTube, o Snapchat, o Instagram, Pinterest, Linkedin e o Twitter, assim como os wikis, microblogs, podcasts, dentre outros –, potencializam a dinâmica entre os vínculos, entretanto não conseguem elas, por si só, provocá-las (BARGER, 2013).

Redes sociais na Biblioteca, TIC para Bibliotecários e educadores

Redes sociais na Biblioteca

Este é um ponto que interessa e sustenta o argumento da discussão sobre o uso das redes sociais pelas bibliotecas, pois o fortalecimento da dinâmica das relações poderão acontecer quando implementadas estratégias do líder da unidade de informação de forma consciente, ativa, coerente e proposital. A dinâmica de mão dupla é o aspecto mais importante das mídias sociais digitais. Isso precisa estar claro na mente do seu organizador, caso haja intenção de promover um determinado produto ou serviço.

Neste contexto, o bibliotecário estrategista em mídias sociais digitais precisa ter este princípio de forma nítida em seu objetivo e planos de ação que visam apresentar, nestes ambientes, produtos, recursos e serviços da unidade de informação.

O que são Métricas e Web Analytics

O que são Métricas e Web Analytics

Para que servem as Métricas no MKT Digital

As métricas no contexto do marketing digital educacional servem para saber se o usuário está utilizando seu site, se o usuário está satisfeito, se resolve os problemas que se propõe, se está dando retorno e atrai novos usuários ou clientes.

Medir audiência, saber de onde ela vem e para onde ela vai são ações que antecedem o “bomm” das mídias sociais e do  marketing digital. Nos canais formais a principal fonte de medida é  IBOPE que tem medido ações de marketing em revistas, canais de televisão, rádio e jornais. As métricas trabalham com dados estatísticos que apontam situações, aspectos e tendências, dando direcionamentos para novas ações.

As métricas podem ser para:

  • Visibilidade
  • Influência
  • Engajamento.

O que são Web Analytics

No contexto atual, as métricas são tratadas no marketing digital como Web Analytics, que é o nome dado ao monitoramento, uso e análise do comportamento de visita, interações e buscas em sites e mídias sociais a partir da saída de dados estatísticos.

 

Como podemos usar as Web Analytics

Podemos utilizar as Web Analytics, como uma importante estratégia do marketing digital educacional, para verificar se um site, blog ou rede social está:

  • atraindo visitantes,
  • se existe taxa de conversão da rede social para o site,
  • se o design está proporcionando uma boa experiência ao usuário,
  • se as informações estão bem distribuídas e de fácil acesso,
  • se os usuários ou clientes encontram que procuram, e
  • se os investimentos que foram feitos estão dando retorno.

Em consequência do volume de informações e do trânsito de produtos e serviços de ordem variada na Internet, a Web Analytics tem desenvolvido métricas que exigem técnicas cada vez mais complexas. É exigido do profissional que cuida  destes casos técnicas de Search Engine Optimization (SEO). Porque as análises não recuperam somente dados brutos, e dependendo dos cruzamentos que podem ser elaborados, podemos recuperar relatórios executivos para estratégias de marketing digital alinhadas aos objetivos da instituição educacional ou negócio.

As métricas mais interessantes das Web Anlytics medem:

Métricas para marketing digital educacional

Métricas e Web Analytics Marketing Digital Educacional

  1. O DESIGN – exemplos: resolução de tela, tempo na página ou rede social;
  2. A REDAÇÃO – ex: tags, assuntos mais buscados, postagens mais comentadas;
  3. MARKETING – ex: frequências na página, taxas de retorno, captura de leeds, trafego;
  4. COMERCIAL – ex: dados demográficos, funil de conversão;
  5. TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO – ex: navegação.

 

 

Em resumo, estas análises quando bem feitas ajudam a otimizar o site, as postagens, a frequência e principalmente onde é necessário direcionar holofote do marketing digital, visando maior investimento em locais que estão realmente precisando.

Para concluir, as métricas otimizam o seu dinheiro para o marketing digital educacional!

Abraço,

Profa. Barbara Coelho

Nova Ferramenta do Google para Ajudar no seu MKT Digital: OpenRefine

Nova Ferramenta do Google para Ajudar no seu MKT Digital: OpenRefine

Por Barbara Coelho

Este post abre uma série de postagens que irei fazer sobre as Ferramentas do Google para o Marketing Educacional.

Olha que interessante esta ferramenta do Google. Ela pode ajudar no refinamento de palavras-chave, no desenvolvimento de estratégias para o seu marketing digital educacional.

Ferramentas-google-refine-para Marketing-Educacional-Digital-Barbara Coelho

Imagem: Google Titulo – Ferramentas-google-refine-para Marketing-Educacional-Digital

OpenRefine (anteriormente Google Refine) é uma ferramenta poderosa para trabalhar com dados confusos: limpá-lo; Transformando-o de um formato para outro; E estendê-lo com serviços web e dados externos.

Vale salientar que, desde 2 de Outubro de 2012, o Google não está a apoiar ativamente este projecto, que foi agora renomeado e retomado como OpenRefine.

O desenvolvimento de projetos, a documentação e a promoção são agora totalmente apoiados por voluntários. Saiba mais sobre o histórico do OpenRefine e como você pode ajudar a comunidade.

Veja o video explicativo:

Para saber mais sobre marketing digital educacional, acesse:

https://www.facebook.com/marketingdigitaleducacao/?ref=bookmarks

e o site especializado: https://www.marketingeducacao.com.br/dicas-de-marketing-digital-educacio